Vitrine virtual mostra opções para construção sustentável

Portal expõe mais de 300 produtos de menor impacto ambiental, entre móveis, decoração e soluções de hidráulica, cobertura, iluminação e saneamento; fabricantes podem aderir

Engenheiros, arquitetos e quem está construindo, vai construir ou até mesmo fazer uma reforma, já contam com uma nova ferramenta para tornar seus projetos mais sustentáveis: o portal Construção Eficiente. Lançado na sexta-feira (18/6), o site é uma espécie de vitrine virtual, em que fabricantes e fornecedores da indústria da construção civil expõem produtos inovadores sob o ponto de vista de preservação ambiental.

O portal já conta com mais de 300 itens de 90 fabricantes, todos já disponíveis no mercado. Sistemas hidráulicos que permitem o reaproveitamento de água, aquecedores solares para residências, composteiras domésticas e tijolos construídos a partir de resíduos estão entre os produtos listados.

“O portal se destina principalmente a engenheiros e arquitetos porque são eles que tomam as decisões quanto aos produtos a serem usados em uma construção”, diz Karina de Souza, sócia da Rudra Tecnologias Sustentáveis, empresa que desenvolveu o portal. “Mas também há pessoas que estão construindo e têm interesse em fazê-lo de forma ecoeficiente. O ‘Construção Eficiente’ é uma ferramenta que atende a todos eles.”

Empresas fabricantes interessadas em anunciar seus produtos devem fazer um cadastro e pagar o valor referente ao plano escolhido. Já para os compradores, o site permite selecionar diversas opções de produtos, solicitar e comparar orçamentos gratuitamente.

Segundo Karina, o fato de a indústria de construção civil ser uma das que mais causam prejuízos ambientais tem incentivado o surgimento de várias empresas inovadoras que buscam soluções mais ecológicas para o setor. “Entretanto, ainda faltam comunicação e comercialização eficientes entre quem fabrica e quem consome esses produtos. O portal surge para facilitar essa comunicação.

”Para Fábio Yukio Pecora, arquiteto da Prime Arquitetura, uma empresa que oferece soluções arquitetônicas para escritórios e residências, a preferência por esse tipo de material é uma tendência irreversível e que futuramente vai predominar no mercado. “Isso hoje não acontece porque os preços ainda não são competitivos, mas essas iniciativas trazem um volume de mercado maior para esses produtos, tornando-os mais populares.”

“Toda iniciativa que buscar soluções mais sustentáveis para qualquer que seja o setor de atividade é bem vinda. Entretanto, qualquer processo de consumo tem impactos sobre o meio ambiente e sobre a sociedade. Mas é possível buscar e fazer com que esse impacto seja o mínimo possível, seja qual for o setor de atividade”, comenta Ricardo Oliani, coordenador de Mobilização Comunitária do Instituto Akatu.

Se você quiser seguir o Akatu no Twitter, clique aqui.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: