Últimas semanas de inscrição para ‘Desafio Redução CO2’

Premiação, lançada pelo Instituto Akatu em parceria com a Dow, recebe até o dia 12/06 o cadastro de projetos inovadores que busquem reduzir as emissões de Gases de Efeito Estufa

Já está nas últimas semanas o prazo para que alunos de escolas técnicas dos cursos de Meio Ambiente e Química, das cidades de Salvador (BA), Campinas e São Paulo (SP), façam as inscrições de seus projetos no ‘Desafio Redução CO2’. O cadastro pode ser feito, até 12 de junho, por meio do site http://www.desafioco2.org.br/, no qual os interessados encontrarão todas as regras e informações sobre o desafio, além de orientações sobre consumo consciente, mudanças climáticas e combate às emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE).

A competição foi lançada pelo Instituto Akatu, em parceria com a companhia química Dow, com o objetivo de estimular e engajar jovens brasileiros, estudantes de ensino técnico, a criarem projetos que contribuam para que o país atinja a meta de reduzir suas emissões de GEE, colaborando com a desaceleração do aquecimento global. O Brasil assumiu um compromisso de reduzir, até 2025, a sua emissão de gases de efeito estufa em 37%, tendo como base o ano de 2005.

Os projetos vencedores serão escolhidos por um júri composto por membros do Instituto Akatu, da Dow e por especialistas em educação e sustentabilidade convidados. Serão premiados os quatro projetos finalistas, em especial aqueles que usam o consumo consciente como ferramenta para a redução de emissões. Os vencedores contarão com mais de R$ 30 mil em prêmios para apoiar a execução dos projetos junto à comunidade escolar.

“Atualmente, é consenso entre os governos da maioria dos países, líderes empresariais, ambientalistas e comunidade científica que a mitigação das emissões de gases de efeito estufa é urgente, e que só será alcançada se contarmos com a participação de todos os agentes da sociedade. Por isso, lançamos este desafio com o objetivo de chamar a atenção dos jovens para o tema e mostrar que eles também podem e devem contribuir nesta discussão que refletirá diretamente no mundo que estes jovens viverão no futuro”, comenta Denise Conselheiro, coordenadora de Educação do Instituto Akatu.

Podem participar da competição equipes formadas por professores e alunos (de no mínimo três e no máximo seis) das escolas técnicas, das localidades e cursos mencionados acima. Os projetos inscritos pelo professor devem contribuir para reduzir as emissões de GEE por meio das mais diferentes temáticas, como água, energia, alimentos, resíduos e transportes e logística.

A participação da Dow no Desafio Redução CO2 está alinhada às metas de sustentabilidade e à estratégia da Dow para a América Latina, que busca usar a ciência e a tecnologia, além da capacidade multiplicadora da indústria química, para desenvolver ações que reduzam as emissões. Um exemplo desse tipo de colaboração foi estabelecida com o Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016. Como a Parceira Oficial de Carbono dos Jogos Rio 2016, a Dow assumiu o compromisso de mitigar 500 mil toneladas de CO²equivalentes (CO²eq) provenientes da organização dos Jogos Olímpicos (transmissão, alimentação, uniformes, decoração, sinalização, energia para os locais de competição etc.) por meio de reduções verificadas.

“A Dow recentemente divulgou as Metas de Sustentabilidade para 2025, e um de nossos compromissos para a próxima década é a construção de redes e parcerias para potencializar as práticas sustentáveis em diferentes setores. Para que este objetivo ambiental seja atingido, é necessária a mobilização de todos. Isto nos permitirá dar visibilidade a boas ideias que proponham soluções a temas tão importantes quanto mudanças climáticas, conservação e disponibilização de água, bem-estar da população, e circularidade da economia”, comenta Júlio Natalense, líder de Sustentabilidade para a Dow na América Latina.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: