Solo é aliado no combate ao aquecimento global

Vídeo da FAO alerta para a importância dos solos no combate às mudanças climáticas

Os solos são aliados no combate às mudanças climáticas. Essa é a mensagem da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), que produziu um vídeo para falar sobre o assunto.

O material do solo sequestra e retém o dióxido de carbono (CO2), um gases causadores do aquecimento global, evitando que vá para a atmosfera.  “Há mais carbono orgânico no solo que na vegetação terrestre e atmosfera juntos”, explica o vídeo.

Segundo a FAO, no mundo, 1417 pentagramas de carbono estão armazenados em um metro de solo. Quanto maior o conteúdo orgânico no solo, maior potencial de sequestrar carbono.

Porém, por conta do desmatamento e a urbanização, o solo é degradado: perde nutrientes, é compactado, sofre erosão e encharcamento. Tudo isso faz com que o solo emita gases de efeito estufa que contribuem para o aquecimento global e as mudanças climáticas. Por isso, é preciso proteger o solo e manejá-lo de forma sustentável.

Por conta da urgência de tratar o tema, a ONU (Organização das Nações Unidas) declarou que 2015 é o Ano Internacional dos Solos, com o slogan “Solo saudável para uma vida saudável”. Os solos abrigam um quarto da biodiversidade do planeta – uma colher de terra saudável tem mais organismos que pessoas no planeta Terra. Nossa alimentação depende dos solos férteis, já que 95% vêm deles.

Assista ao vídeo da FAO sobre a importância dos solos no combate às mudanças climáticas:

 

 

Leia mais:
FAO: por ano, perde-se de solo fértil uma área equivalente à Costa Rica

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: