Site de venda de móveis usados valoriza carroceiros

Recém-inaugurada, loja virtual Antônio Baiano vai destinar parte do valor da venda ao Pimp my Carroça

Foto: Divulgação

 

Com foco na sustentabilidade ambiental, econômica e social, a loja virtual Antônio Baiano será inaugurada nesta terça-feira (09/09) para vender móveis usados selecionados.

Todos os produtos vendidos na loja terão 5% do valor da compra destinados às ações do Pimp My Carroça. Iniciativa do grafiteiro Mundano, o projeto tem como objetivo valorizar o trabalho dos catadores e carroceiros por meio da arte e da participação coletiva.  Na loja serão oferecidos móveis selecionados pelo proprietário,  o empresário André Luiz Villas Boas, e seus assistentes. “Vamos fazer o papel de curador, avaliar os móveis para ver se eles têm qualidade e estilo compatíveis com a nossa loja”, diz Villas Boas.  O empresário pretende dar visibilidade aos móveis usados, que são oferecidos por lojas que não tem estrutura de divulgação, comunicação e marketing. A ideia dele é fazer a ponte entre as lojas de móveis usados e os consumidores.

Para que o cliente tenha confiança na origem, a Antonio Baiano irá emitir notas fiscais na compra e na venda, para garantir que os impostos sejam pagos, afirma o proprietário. “Temos que assumir a responsabilidade de legalizar esse mercado.” O empresário acha que o brasileiro tem preconceito em relação aos produtos usados. “Quero quebrar esse paradigma. Quero que uma pessoa tenha orgulho ao dizer que comprou um móvel usado, ao falar das vantagens ambientais e sociais da compra, em vez de ficar com vergonha”, diz.

O nome da loja Antônio Baiano é uma homenagem do proprietário ao avô, que era carroceiro. “Ele interagia bastante com a comunidade”, conta. A empresa tem planos de construir a Casa Antônio Baiano,  uma escola de restauro de móveis, que poderá ser frequentada pelos carroceiros. “Quero que as pessoas que coletam esses móveis na rua possam ser beneficiadas. A origem desse projeto é a causa da sustentabilidade”, diz.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: