Seu consumo consciente pode ajudar a proteger as florestas

Saiba mais sobre as ações que podem ser realizadas no seu cotidiano para apoiar essa causa e colaborar com o combate ao desmatamento


Dia 17 de julho é Dia de Proteção às Florestas. Uma das maiores ameaças a este ecossistema é o desmatamento, que continua avançando em grandes proporções. Dados oficiais do governo brasileiro mostram que, entre agosto de 2010 e fevereiro de 2013, foi desmatada uma área estimada em 12.589 km2 de florestas na Amazônia, da qual 62,2% foi ocupada por pastagens. São quase oito mil km2 de florestas virando pasto, área equivalente a cinco vezes o município de São Paulo, ou 1 milhão de campos de futebol.

Todo produto tem uma história que começa na extração de matérias-primas e termina no descarte do produto. Hoje, o desmatamento faz parte da maioria das cadeias produtivas daquilo que consumimos – como a carne, que citamos no exemplo acima.

Mudanças de hábito em favor do consumo consciente podem contribuir para mudar essa realidade, favorecendo um modo de produção e consumo mais responsável e sustentável. Reduzir o consumo cotidiano de carne, por exemplo, pode ajudar a mudar o cenário de devastação da Amazônia.

Assista ao vídeo acima, que convida os internautas a assinar uma petição em favor de um projeto de lei de iniciativa popular pelo Desmatamento Zero. Assine, divulgue, compartilhe: www.ligadasflorestas.org.br! Além disso, os depoimentos também explicam como o consumo nas grandes cidades está relacionado às matas brasileiras e divulga as ações que podem ser realizadas no seu cotidiano para apoiar essa causa.

Veja também:

Consumidor quer saber origem dos recursos naturais usados pela indústria
Florestas desempenham papel crucial para a segurança alimentar e nutricional
Florestas contribuem anualmente com 468 bilhões de dólares para economia global

 

Curta no Facebook.
Siga no Twitter.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: