São Paulo tem mutirão para consumidores negociarem dívidas

Ação oferece descontos especiais para pagamento de débitos em aberto e fornece orientações sobre consumo consciente

 

Até o próximo sábado, dia 27 de novembro, consumidores com dívidas registradas no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) podem negociar a até quitar suas dívidas com descontos especiais. A campanha denominada “Acertando suas Contas” é realizada pelo SPCP no Pateo do Colégio, região central da capital paulista.

Foram montadas estandes de mais de 70 empresas dos segmentos varejista, financeiro, entre outros, que estão à disposição dos cidadãos para negociar as dívidas. No local, os endividados também ganham a cartilha “Comprar bem para comprar sempre”, que ensina o cidadão a livrar seu nome de restrições financeiras e a proceder quando perder cheques e documentos.

Após o dia 27 de novembro, os interessados que não conseguirem comparecer no local do evento, poderão estabelecer contato com seus credores pelo site www.apoioaoconsumidor.com.br, onde estão cadastradas todas as empresas participantes da campanha. Pela internet, a ação se realiza entre os dias 28 de novembro e 22 de dezembro.

Para a superintendente de Produtos e Serviços do SCPC, Roseli Garcia, essa é uma ação de cunho social, que visa estimular o consumo responsável e a manutenção do nome livre de pendências financeiras. “Queremos enfatizar ainda mais ao cidadão que seu nome é seu maior patrimônio. Quando o orçamento doméstico é administrado de forma responsável, além de seu nome ficar livre de restrições, ele consegue traçar planos para realizar seus sonhos”.

Se por um lado, a recuperação de débitos ativos auxilia os estabelecimentos, por outro, o consumidor também terá uma oportunidade diferenciada de pagamento. “É uma mão dupla que planejamos cuidadosamente, para que os benefícios impactem, de forma positiva, na economia e no comércio de São Paulo”, declara Roseli.

Mulheres entre 26 e 30 anos são a maioria
A última pesquisa de balcão do SCPC, realizada pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal em setembro de 2010 com 950 entrevistados, mostra que, ao contrário dos levantamentos anteriores, as mulheres estão mais inadimplentes que os homens (52% a 48%). O desemprego (48%) ainda é o principal motivo da inadimplência, seguido do descontrole de gastos (11%) e ter sido fiador, avalista ou emprestado o nome para aquisição de crédito por terceiros (9%).

A faixa etária mais inadimplente é a de 26 a 30 anos (24%), seguida de 31 a 35 anos (23%) e 36 a 40 anos (13%). Os principais produtos causadores da inadimplência, por sua vez, são: vestuário (21%), eletrodomésticos (18%) e empréstimo pessoal (13%).

Quase um quarto das dívidas (23%) ultrapassa os R$ 3.000, seguidas pelas de valores entre R$ 501 e R$ 1.000 (22%), R$ .1001 a R$ 1.500 (20%), R$ 1.501 a R$ 3.000 (17%), R$ 301 a R$ 500 (10%) e até R$ 300 (8%). O principal recurso que o consumidor pretende contar para quitar os débitos é o próprio salário e/ou corte de gastos (73%), seguido do 13º salário (4%), empatado com os recursos das férias (4%).

Serviço

O que: Campanha “Acertando suas Contas”
Onde: Pateo do Colegio, de 22 a 27 de novembro, das 8h30 às 20h. A partir de 28 de novembro até 22 de dezembro, pelo site www.apoioaoconsumidor.com.br
Quanto: evento gratuito
Telefone: (0xx11) 3244-3030

Se você quiser seguir o Akatu no Twitter, clique aqui.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: