São Paulo e Califórnia fecham acordo ambiental

Pacto foi fechado durante Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, em Montreal, e prevê, intercâmbio de tecnologias de biocombustíveis

Comentário Akatu: O investimento em fontes não-poluentes de energia e combustível é fundamental, mas ações individuais, como usar menos o carro, fazem uma grande diferença.

José Goldemberg e Alan Lloyd, secretários do Meio Ambiente de São Paulo e a Califórnia, assinaram no último dia 5, em Montreal, no Canadá, um acordo que visa estabelecer ações conjuntas para redução das emissões de gases, com benefícios econômicos, ambientais e sociais em ambos os estados. O pacto foi fechado durante Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

O acordo prevê intercâmbio de tecnologias e experiências no setor de biocombustíveis e outras energias renováveis, em que o São Paulo está avançado, como na expansão do uso do álcool renovável para veículos, substituindo em parte a gasolina fóssil. Segundo os cálculos, cada 1% de álcool que o estado norte-americano adicionar no combustível automotivo, poderá evitar a emissão de 340 mil toneladas de dióxido de carbono por ano, economizando ainda US$ 22 milhões anuais.

Haverá também um intercâmbio na área de eficiência energética para a economia e racionalização no uso de energia elétrica, como normas para eletrodomésticos e veículos eficientes, substituição do diesel por gás natural, utilização de ônibus híbridos diesel-elétricos, corredores exclusivos de ônibus, qualidade do ar e controle de poluição. Outro ponto a ser discutido são os programas de preservação e recuperação de florestas e matas ciliares, pois ambos os estados administram grandes áreas de cobertura vegetal e possuem grandes áreas que podem ser recuperadas.

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: