Resíduos: sete dicas para reutilizar a borra de café e evitar a geração de mais lixo

O Brasil consumiu, em 2017, mais de 1,2 milhão de toneladas de café, o que gerou uma quantidade superior a 800 mil toneladas de borra. Veja como simples hábitos diários podem reduzir este número e ainda trazer benefícios para o lar

Reutilizar a borra de café pode auxiliar em questões domésticas cotidianas. Foto: Pixabay

A borra de café é um resíduo orgânico repleto de nutrientes que pode ser reaproveitada de várias formas (como para geração de biodiesel, por exemplo), mas que muitas vezes acaba sendo descartada em aterros e lixões.

Para evitar que esse resíduo tenha seu valor desperdiçado, o consumidor pode adotar alguns hábitos em seu dia a dia que vão desde a redução no volume de resíduos domésticos gerados diariamente até a sua destinação final em composteiras.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), em 2017 consumimos 1,29 milhão de toneladas deste produto no país e, com isso, geramos 838 mil toneladas de borra. É uma enorme quantidade de resíduos que ocupa espaço nos aterros, mas que poderia ter sua geração facilmente evitada.

O que podemos fazer como consumidores conscientes é procurar reaproveitar esse material sempre que possível. O Akatu ajuda neste desafio com algumas informações, dicas e recomendações:

  1. Prevenção contra o mosquito da dengue

De acordo com dados de uma pesquisa realizada pela NCBI Resources, em 2015, o pó de café é composto por substâncias que bloqueiam a reprodução dos ovos do mosquito da dengue e, por isso, é possível usá-lo para prevenir o desenvolvimento de focos da doença em residências ou em outros ambientes. Para isso, é recomendável que se espalhe o pó (integralmente ou misturando com areia) em locais que acumulem água, como pratinhos de vasos de plantas ou até mesmo em poças que se formam com o acúmulo da água da chuva.

  1. Remoção de odor

A borra de café é capaz de atrair e reter odores ruins, removendo o mau cheiro de ambientes. Para isso, basta secar o resíduo ao sol e, em seguida, aplicar de duas a três colheres de sopa em recipientes abertos no ambiente desejado, onde deve permanecer por, pelo menos, 48 horas. Se o cheiro persistir, substitua o pó e repita a operação até que desapareça totalmente. O método é válido para locais como armários, geladeiras e freezers.

Quando o cheiro ruim estiver vindo de algum ralo ou pia de sua casa, basta aplicar meia xícara de borra de café no local e, depois de 15 a 20 minutos, despeje cerca de cinco xícaras de água fervente por cima do resíduo e repita a operação caso o odor persista. Isso ocorre porque a borra do café contém nitrogênio (N), elemento que, quando combinado com carbono (C), auxilia na eliminação de gás sulfídrico (H2S), responsável pelo mau odor.

  1. Produção de adubo orgânico caseiro

O café é um produto orgânico cujo resíduo contém diversos nutrientes importantes para o solo e para as plantas. Portanto, pode ser utilizado como adubo caseiro para abastecer pequenas hortinhas domésticas. O processo é bem simples e consiste na chamada “compostagem”, no qual os resíduos orgânicos são submetidos à degradação por meio de micro-organismos. Aprenda a fazer uma composteira caseira aqui.

  1. Tingimento de roupas

A cor marrom do café pode servir como um belo corante de tecidos. Para quem gosta de inovar e recriar peças exclusivas a partir de roupas usadas, o pó de café serve como um dos ingredientes para tal. Basta diluir meia xícara de borra de café em um recipiente com água quente até que se forme um líquido pastoso, deixa-lo descansar por dez minutos e pronto, você terá uma tinta novinha para colocar a criatividade em prática!

  1. Proteção para o jardim

O cheiro do café pode incomodar alguns animais como gatos e mantê-los longe de hortas ou jardins que precisam ser preservados. Essa tática exige que seja espalhada na terra uma mistura feita com borra de café e pedaços de cascas cítricas como laranja ou limão, que potencializam o aroma do café. Essa mesma mistura também pode servir como repelente para formigas e outras pragas que insistem em atacar plantas e móveis de madeira. Neste último caso, basta espalhar a mistura no local, deixar perdurar por 48 horas, e então remover com uma escova ou pano seco.

  1. Limpeza doméstica

As cinzas que ficam nas lareiras e churrasqueiras são um problema na hora de limpar, pois criam poeira e se espalham pelo ar, fazendo uma enorme sujeira. A sua limpeza pode ser facilitada com resíduos da borra de café que, quando aplicados sobre as cinzas, se grudam a elas e, assim, evitam sua dispersão facilitando a limpeza.

Você pode ainda utilizar a borra para lavar galheteiros e vidros de azeite, pois ela retira a oleosidade desses utensílios, ou também para lavar e clarear pias de cozinha ou banheiro. Para isso, basta esfregar um pouco da borra no local desejado e depois repassar com água.

  1. Uso do resíduo industrial

Além do uso doméstico, o potencial da borra do café já está sendo explorado em larga escala pela indústria. Pesquisadores do mundo todo vêm descobrindo o potencial da utilização do resíduo na produção de biocombustível, como o biodiesel. Na Universidade de Nevada (Estados Unidos), por exemplo, foi comprovado que a borra de café possui de 11% a 20% de óleo que pode ser convertido em combustível.

Por ser rica em antioxidantes naturais e grande fonte de fibras, a borra de café pode ser utilizada na produção de suplementos naturais, cosméticos e até mesmo alimentos como biscoitos, por exemplo.

Por fim, segundo a Associação Italiana de Engenharia Química (AIDIC), a borra também pode ser usada na agroindústria como ração animal, quando complementada por outros tipos e como adubo nas plantações, por ser grande fonte de potássio

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: