Pressão no Campo

Documentário “Lamento dos Camponeses”, que integra a 3a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, retrata o desenvolvimento e a decadência dos fazendeiros de Luxemburgo

 

Em Luxemburgo, 150 anos foram o suficiente para diversas revoluções agropecuárias. O pequeno país europeu passou por inúmeros desenvolvimentos ao longo dessas décadas que culminaram no dado que abre o documentário Lamento dos Camponeses, de Julie Schroell, que será exibido na 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental: em 2011, apenas 1% da população local ainda vivia desse tipo de produção.

 

A abordagem do filme é simples: a diretora localizou os fazendeiros que ainda restavam e, a partir dos depoimentos deles, traçou um panorama histórico da ascensão e do declínio da agropecuária – em especial a familiar – luxemburguesa. Em alguns momentos o longa acaba caindo para especificidades regionais não muito atraentes, mas o resultado geral poderia ser facilmente aplicado à economia de outras países.

 

 

A industrialização de Luxemburgo a partir dos anos 50 ajudou a impulsionar a agropecuária do país de formas indiretas e diretas: mais gente passou a morar na região, o mercado consumidor cresceu e alguns subprodutos de outras indústrias puderam ser aproveitados na agricultura. Por outro lado, isso acabaria estimulando a modernização das técnicas de cultivo, o que gerou dívidas grandes aos fazendeiros, “loucos por máquinas”, como define um dos entrevistados.

 

 

O surgimento de associações comerciais e cooperativas (algumas ainda em atividade) ajudou, mas logo a semente de um novo desafio surgiria: o Mercado Comum Europeu. E com ele uma pressão para sempre se produzir mais, o que levou os fazendeiros locais à situação atual: à beira da falência, ao terem de competir com preços globais de leite e grãos.

Em uma mistura de informação com um retrato íntimo do dia a dia dos fazendeiros, Lamento dos Camponeses desmistifica a ideia de um campo romântico, algo que foi atropelado pela modernização e industrialização de Luxemburgo.

Lamento dos Camponeses será exibido nas seguintes datas e locais: sexta (21 de março), no Cinusp Maria Antônia, às 20h; domingo (23), no Cine Livraria Cultura, às 17h30; segunda (24), no Reserva Cultural, às 17h15.

Site da Mostra [ Assista ao trailer ]

. : LEIA MAIS : .

ÍNDICE ; ESPECIAL 3ª MOSTRA ECOFALANTE DE CINEMA AMBIENTAL

Sobre a 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Confira a programação completa

Trashed é exibido em universidades durante 3a Mostra Ecofalante

Trashed ; Resenha – Uma verdade inconveniente

Figurões ; Resenha – Exploração Sem Regras

A Escala Humana ; Resenha – Reformatando Cidades

Homem Máquina ; Resenha – Brutalidade Mecânica

Promessa de Pandora ; Resenha – Promessas Controversas

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: