Prêmio Planeta Casa divulga os vencedores de 2006

A edição deste ano do prêmio bateu o recorde de inscrições, com 187 participantes

 

O comitê julgador da quinta edição do Prêmio Planeta Casa já selecionou os projetos vencedores do concurso. A premiação, uma inciativa da revista Casa Cláudia, com apoio institucional do Akatu, Unesco e Instituto Ethos, elege criações na área de arquitetura e construção que atentem para a sustentabilidade e o meio ambiente. O evento de divulgação dos vencedores em outubro no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Os trabalhos ganhadores foram publicados na edição de novembro da revista Casa Cláudia, da Editora Abril, apoiadora institucional do Instituto Akatu.

Esta edição do prêmio Planeta Casa bateu o recorde de inscrições, com 187 participantes. A premiação foi segmentada nas categorias: Produto, Ação Social, Projeto Arquitetônico, Estudante e Design de Interiores. Inicialmente, um comitê técnico selecionou os 26 melhores projetos, dos quais saíram os grandes vencedores.

Os projetos finalistas, em geral, buscavam alternativas ao consumo insustentável dos recursos naturais, como a reutilização de materiais ou a preservação da vegetação do entorno. Uma pesquisa da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, por exemplo, resultou num concreto que utiliza isopor e garrafas plásticas em sua composição, impedindo que esse material seja descartado, ocupando espaços em aterros e lixões. O projeto foi um dos vencedores na categoria Ação Social.

Outro finalista, que acabou sendo um dos vencedores do troféu na categoria Produtos, desenvolveu um revestimento de cacos de cerâmica moída e reaproveitada. No processo de esmaltação do piso, aproveita-se também vidro de lâmpadas fluorescentes descartadas e descontaminadas.

Dentro da mesma categoria, foi premiada também a toalha feita, em parte, de fibras de bambu, que reduz o consumo de algodão. O excesso de agrotóxico utilizado no cultivo de algodão foi um fator destacado para se premiar a o produto.

Haviam ainda banheiros, cadeiras e outros móveis que utilizam lona vinílica (comumente empregada em banners publicitários) e madeira certificada ou de demolição, além de projetos arquitetônicos que valorizam a circulação de ar e iluminação natural, evitando assim, desperdício de energia elétrica. Para saber mais e conhecer os projetos que concorreram à premiação, acesse o site do Prêmio Planeta Casa.

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: