Plástico Verde da Braskem recebe certificação de pegada de carbono

Medição foi realizada pela Carbon Trust e pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

Ciclo do plástico verde. Crédito: Divulgação.

 

O plástico verde I’m green, da Braskem, é o primeiro produto da indústria petroquímica brasileira a receber a certificação da pegada de carbono, iniciativa que nasceu na Comissão Técnica do Plano Indústria (CTPIn), do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio (MDIC), e que define e orienta ações para implementar a Política Nacional de Mudanças do Clima em setores prioritários.

De acordo com a medição, realizada pela Carbon Trust e pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o I’m green™ – polietileno feito a partir da cana-de-açúcar e 100% renovável –  tem uma pegada de emissões negativa (-2,11 quilos de CO2 equivalente por quilo de produto), ou seja, ajuda a sequestrar o gás poluente da atmosfera. A empresa participou voluntariamente da certificação com o objetivo de colaborar com a transparência de informações nas suas relações com clientes e estimular o uso dessa prática.

O lançamento do novo Sistema ABNT de Medição e Certificação da Pegada de Carbono e Água de Produtos aconteceu no dia 6 de abril, em São Paulo, e teve a apresentação de estudos de caso das empresas participantes, entre elas a Braskem.

A Braskem tem uma estratégia forte em mudanças climáticas e vem reduzindo suas emissões GEE nas operações, ano a ano, assim como evoluindo no engajamento de cadeia, fornecedores e clientes, e também no desenvolvimento de produtos com menor pegada carbônica. Atualmente a companhia tem capacidade para produzir anualmente 200 mil toneladas do polietileno verde por ano.

Ao certificar o Plástico Verde, a companhia atua de acordo com a demanda empresarial, que solicita cada vez mais informações sobre emissões de gases do efeito estufa e sobre análise de ciclo de vida dos produtos. O selo vai fortalecer a credibilidade da indústria brasileira no que diz respeito a impactos ambientais, abrindo novas possibilidades de negócios para os produtos nacionais que tenham esse diferencial.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: