Paulistano se preocupa, mas faz pouco para economizar água

Redução do tempo de banho é a solução preferida dos moradore para reduzir o desperdício do recurso dentro de casa

Uma pesquisa encomendada ao Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) pelo Comitê de Bacias Hidrográficas do Alto Tietê (CBH-AT) para celebrar o Dia Mundial da Água, que se comemora em 22 de março, revelou que 94% dos moradores da região metropolitana de São Paulo têm consciência da necessidade de economizar água. Dos entrevistados, 74% declararam se empenhar para reduzir o desperdício de água dentro de casa, no entanto, sem se esforçar muito.

 

Segundo o levantamento, os paulistanos apontaram diversas ações de uso racional da água e 71% acreditam que a redução do tempo de banho é a melhor solução para reduzir desperdício do recurso dentro de casa.

Os entrevistados também indicaram medidas como fechar a torneira ao escovar os dentes ou fazer a barba pode reduzir desperdícios (50%), reaproveitamento da água da máquina de lavar roupas para outras finalidades domésticas (37%), não lavar a calçada com mangueira (33%) e acumular a roupa suja para lavar de uma vez (30%).

Clique aqui para ver a pesquisa completa.

Ainda segundo a pesquisa, 66% dos entrevistados apontaram os consumidores finais, ou seja, o setor residencial como o principal responsável pelo gasto inútil da água, 30% disseram que o maior desperdício é feito pelas empresas e indústrias e apenas 4% apontaram o setor agrícola como o maior desperdiçador.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), hoje, uma a cada duas pessoas do planeta vive em área urbana. Dos 3,3 bilhões de moradores desta região, 789 milhões vivem sem saneamento básico ou água potável.

Poluição
Quando perguntadas quanto ao maior responsável pela poluição da água, 75% apontaram a indústria, 22% culparam as residências e apenas 3% consideram que seja a agricultura.

Já a respeito do maior consumidor, 53% entendem que sejam as residências, 35% acham que é a indústria e 10% acreditam que seja a agricultura. Os restantes 2% não souberam ou não responderam à questão.

Divulgada na sexta-feira (18/03), a pesquisa ouviu 1.008 pessoas de 16 anos ou mais, residentes na região metropolitana de São Paulo, entre os dias 11 e 14 de fevereiro de 2011.

 

Leia também:

– A questão da água nas cidades. Alguns fatos importantes

– Leia a Declaração Universal dos Direitos da Água”

– Para garantir acesso à água, Brasil precisa investir R$ 22 bilhões até 2015

Se você quiser seguir o Akatu no Twitter, clique aqui.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: