Escola parceira do Edukatu é exemplo de aplicação de projetos de consumo consciente

Alunos e professores da EMEF João Domingues Sampaio, na Vila Maria Alta, já trabalharam a alimentação saudável, o uso sustentável de energia e a reciclagem

O Edukatu, rede de aprendizagem do Akatu, foi criado para disseminar conceitos e práticas do consumo consciente e da sustentabilidade para alunos e professores do Ensino  Fundamental I e II. Com seis anos de existência, já soma mais de 50 mil alunos cadastrados, por seus conteúdos lúdicos e exclusivos e celebra 4 mil escolas de todo o Brasil cadastradas em sua base.

Uma delas é a EMEF João Domingues Sampaio, que fica no bairro da Vila Maria Alta, em São Paulo. A partir dos conteúdos pedagógicos do Edukatu, professores e alunos já desenvolveram projetos e trabalharam temas como a reciclagem e o consumo consciente de alimento e de energia. Depois, colocaram em prática, em seu dia a dia, as ações aprendidas.

Para falar sobre segurança alimentar, por exemplo, algumas turmas (cerca de 40 alunos, no total) utilizam a horta da escola, onde cultivam frutas, verduras, ervas e temperos orgânicos. O espaço, lá instalado há mais de seis anos, conta até com canteiros suspensos para que alunos cadeirantes participem com mais facilidade das atividades.

Segundo Elisângela Nogueira Janoni dos Santos, coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental II da escola, os projetos incentivados pelo Edukatu trouxeram inúmeras vantagens para os alunos: “Eles gostam e se interessam pelo ‘aprender fazendo’. Os estudantes se envolvem mais na temática da alimentação saudável e, ao cuidar da terra, trabalham o pertencimento à escola.”

Todas as atividades desenvolvidas na EMEF João Domingues Sampaio a partir do Edukatu servem de exemplo para outras escolas, uma vez que podem ser facilmente replicadas. “São coisas simples, mas que fazem a diferença. Na questão da reciclagem, por exemplo, eles colocaram as caixas da coleta seletiva dentro da sala de aula. Foi uma questão estratégica para aproveitar o tempo e condicionar o hábito dos alunos”, explica Denise Conselheiro, gerente de educação do Instituto Akatu.

Professores, coordenadores pedagógicos e a direção da escola também são parceiros do Edukatu na criação de novos materiais. Este ano, as turmas ajudaram a desenvolver e testar o Rango Mania, co-criado em conjunto com o Akatu e com outras 3 escolas de diferentes regiões do país cujo objetivo é incentivar os jovens a adotar uma alimentação mais saudável, a partir da leitura de rótulos. Com jogos e conteúdos lúdico-pedagógicos, o app é outra ferramenta para tratar do consumo consciente em sala de aula.

Quer saber mais sobre o Edukatu? Escreva para edukatu@akatu.org.br.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: