Padrão para carregadores reduziria 300 mil toneladas de lixo eletrônico

Segundo União Internacional das Telecomunicações, com mesmo modelo de produção, peso dos carregadores de bateria poderia ser 30% menor; consumo de energia também seria menor.

Um relatório da União Internacional das Telecomunicações, UIT, revela que um padrão na produção de carregadores externos de energia poderia trazer benefícios ao meio ambiente.

Segundo a UIT, se os carregadores seguissem um mesmo modelo, o peso do aparelho seria 30% menor e sua vida útil estendida. A produção padronizada poderia eliminar 300 mil toneladas de lixo eletrônico por ano.

Consumo

O relatório estima também que o consumo de energia e a emissão de gases de efeito estufa seriam reduzidos entre 25% e 50%.

A UIT destaca que são produzidos 4 bilhões de carregadores por ano, pesando juntos quase 1 milhão de toneladas e gerando 500 mil toneladas de lixo eletrônico.

Diferenças

Por isso, a agência diz ser urgente a adoção de padrões para corrigir o atual processo de produção dessas fontes de energia.

O estudo avaliou 300 diferentes tipos de carregadores disponíveis no mercado. Foram testadas as diferenças entre peso, volume e fornecimento de energia.

A UIT realiza até esta sexta-feira, em Paris, uma reunião para estimular a criação de padrões internacionais e melhorar a eficiência ambiental nas indústrias.

Leia aqui a notícia original.
Siga no twitter.
Curta no facebook.

 

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: