ONGs divulgam reivindicações sobre os problemas da água

Elaborado durante o Fórum Social Mundial, documento escrito por uma agremiação de 80 entidades defende o direito de todos à água e aos serviços de saneamento

Comentário Akatu: Cerca de 68% das internações hospitalares no sistema público de saúde do Brasil são causadas por doenças relativas à água contaminada, de sarampo a leishmaniose. Melhorias na distribuição e no tratamento da água são urgentes, para que as discrepâncias sociais em nosso país não continuem a aumentar. Cabe ao consumidor consciente apoiar iniciativas como essas, mas também dar a sua parte, evitando jogar lixo em fontes de água, bem como utilizando o recurso sem desperdício.

Cerca de 80 organizações não-governamentais lançaram, neste mês, uma plataforma em defesa do direito de todos à água e aos serviços de saneamento básico. O documento, batizado de Plataforma de Luta Global pela Água, traz dez reivindicações direcionadas a organismos internacionais e instituições governamentais. À ONU, o texto pede que a água seja reconhecida como direito humano.

Elaborada durante o 5º Fórum Social Mundial, realizado em Porto Alegre, a plataforma destaca os riscos da concessão dos serviços públicos de abastecimento de água e saneamento para empresas privadas, citando resultados negativos em países como Bolívia e a Argentina.

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: