Dia das Mães: 6 conselhos sábios que trazem um impacto positivo ao meio ambiente e à sociedade

No Dia das Mães, vamos relembrar os conselhos de mãe que mostram como elas entendem (e muito!) sobre consumo consciente

 

É comum ouvirmos que conselho de mãe é precioso. Não à toa, elas sempre sabem como nos confortar em momentos difíceis e como colocar nossos pés no chão quando as decisões certas não parecem tão claras. A responsabilidade de cuidar e educar crianças e jovens não é só delas, claro, mas sabemos que as mães são protagonistas na missão que é incentivar as pessoas a ter hábitos que trazem grandes benefícios para nós e para o meio ambiente, como fechar a torneira ao escovar os dentes e evitar o desperdício de alimentos.

No Dia das Mães, o Akatu quer mostrar como as mães entendem (e muito!) de consumo consciente. A maioria dos conselhos que crescemos escutando estão relacionados à práticas sustentáveis e ao consumo consciente de bens. Veja a seguir alguns conselhos de mãe que crescemos escutando e que impactam da melhor forma as nossas vidas:

1. Não ter o olho maior que a barriga
Devemos nos lembrar de consumir somente o necessário, inclusive quando se trata de comida. Comprar mais do que nos é suficiente gera desperdícios. Ir a um restaurante de buffet com preço fechado, frequentar lojas em época de promoções e ir ao supermercado com fome são situações típicas que resultam em um consumo excessivo. Se a sua mãe te alertar sobre as consequências do exagero, escute ela: muitas vezes, o olho é maior que a barriga e você consumirá mais do que realmente precisa – o que não é bom nem para você, nem para a sociedade, nem para o meio ambiente.

2. Fechar a torneira ao escovar os dentes
Sua mãe sabe que a água é um bem precioso e que consumi-la de forma consciente é uma atitude benéfica para o bolso e para toda a sociedade. Quem deixa a torneira aberta durante a escovação durante 1 minuto desperdiça 14 litros de água. Não se esqueça de que as pequenas atitudes geram grandes ganhos para você e para o planeta. Se toda a família usar o volume de um copo de água só para enxaguar a boca, em apenas um mês, o volume economizado é suficiente para 40 anos de escovação de dentes da família toda.

3. Comida feita em casa é mais gostosa e nutritiva
Sua mãe não precisa ser masterchef para saber da importância de ter uma alimentação rica em alimentos frescos. Muitas famílias têm receitas tradicionais passadas de geração em geração e que agradam não só ao paladar, mas ao coração. Além do afeto, a comida caseira geralmente é mais saudável, já que não apresenta conservantes, aditivos nem outras substâncias que muitas vezes encontramos na comida pronta ou congelada. Por isso, alimente-se de afeto e prefira os pratos caseiros e nutritivos aos industrializados. Além disso, é essencial que todos os membros da família aprendam a cozinhar – não faz sentido que uma prática tão importante seja tarefa apenas da mãe.

4. Presença é mais importante que presente
Em datas comemorativas, como no Dia das Mães, é comum que a gente compre presente para as pessoas queridas. Dificilmente pensamos sobre as verdadeiras necessidades dessas pessoas que, muitas vezes, vão além das questões materiais. Sua mãe já deve ter te falado, em algum momento, que estar presente é mais importante do que qualquer bem material que ela possa receber. Para mais de 60% da população brasileira, felicidade é ter saúde e bom convívio social com a família e amigos, segundo a pesquisa “Rumo à Sociedade do Bem-Estar”, do Instituto Akatu. Apenas três em cada dez brasileiros associa o sentimento a questões financeiras.

5. Apagar a luz ao sair do quarto
Quem nunca ouviu a mãe dizer para apagar a luz do quarto, do banheiro ou da cozinha? Economizar energia elétrica dentro e fora de casa é importante não só para manter sob controle as finanças da família, mas para evitar o aumento dos impactos negativos da produção dessa energia no meio ambiente e na sociedade. A produção de energia é uma atividades que mais emitem gases de feito estufa (GEE), responsáveis pelo aquecimento global e pelas mudanças climáticas. Lembre-se de que, principalmente no inverno, quando chove menos, os níveis dos reservatórios de água das hidrelétricas ficam mais baixos. Quando isso acontece, é necessário acionar as usinas termoelétricas, que lançam mais gases de efeito estufa na atmosfera. Por isso, pequenas atitudes, como deixar a luz apagada nos cômodos que não estão sendo usados, garantem economia significativa de energia elétrica.

6. Que a felicidade está nas coisas simples da vida
Experiências que valorizem as emoções trazem uma satisfação mais durável do que o consumo de bens. É parte da existência humana a busca de pertencer a um mesmo grupo, compartilhando sentimentos comuns. A tentativa de chegar a tal pertencimento por meio do consumo de bens materiais é muito mais fugaz e menos gratificante do que o que ocorre no compartilhamento de experiências. Provavelmente, em algum momento, sua mãe já te disse que são os momentos mais simples que levaremos no coração e que dinheiro nenhum compra felicidade.

 

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: