O Dia do Consumo Consciente e o Dia da Alimentação podem ser comemorados juntos

Dias 15 e 16 de outubro, respectivamente, são ótimas datas para falar do assunto dentro da escola e com a comunidade escolar

Crédito da foto: Creative Commons/Sheri Chen

 

A professora Angeliete Moraes costuma usar o Edukatu, rede aberta e gratuita de aprendizagem para o consumo consciente promovida pelo Instituto Akatu em parceria com a Braskem, em sala de aula aplicando os textos de apoio, atividades, vídeos e ainda as ferramentas da rede para comunicar-se com seus alunos da E.M.E.F. Professor Levy de Azevedo Sodré, DRE Campo Limpo, na cidade de São Paulo.  Esses conteúdos podem ser utilizados para trabalhar o Dia do Consumo Consciente (15/10) e o Dia Mundial da Alimentação (16/10).

Inspirada na rede e com a proposta de continuar falando sobre consumo consciente e alimentação, temas bastante abordados na plataforma, ela criou um projeto colaborativo junto com outras professoras. “Temos trabalhado estes temas aqui na escola muito intensamente com produção de apresentações por alunos do 9º ano destinadas a mostrar aos alunos de 1º a 3º anos como é importante comer legumes, por exemplo”, conta.

Produzido pelos próprios alunos, os materiais abordam a alimentação saudável, a importância dela para o corpo, o uso integral de alimentos e ainda mostram as diversas formas que alimentos podem ser utilizados. Tudo de uma forma bem divertida!

Um destes materiais ganhou o título de “Como a beterraba é legal!” e conta como este alimento deixa a pele mais bonita e ainda pode ser usado para fazer sucos ou mesmo um pudim.

Já outro projeto se chama “Abobrinha gostosinha” e conta que “Logo depois de comer abobrinha, você poderá brincar sossegado! Você não ficará gripado. E terá mais energia para ficar com seus amiguinhos. A abobrinha é super saborosa!”.

E, para falar da cenoura, estudantes optaram por contar sobre as suas vitaminas: “Cenoura faz bem para a visão, para a pele, tem vitaminas A, C, B2 e B3 e evita danos nos dentes”. Outros alimentos que também foram pesquisados para o projeto são: repolho, alface, pepino, pimentão e brócolis.

O Edukatu disponibiliza gratuitamente uma série de materiais para abordar o tema na escola, desenvolvidos com o apoio da Fundação Cargill e concentrados no percurso Comer, Dividir e Brincar, que trata do consumo consciente de alimentos. Confira alguns materiais sobre o tema:

•    Plano de aula “Comer e aprender” traz dicas para promover o debate sobre alimentação saudável na sala de aula. bit.ly/comer-e-aprender
•    Plano de aula “Tempero e arte” apresenta atividades lúdicas e divertidas para refletir sobre o assunto. bit.ly/tempero-arte
•    Cartilha traz receitas deliciosas para diminuir o desperdício. bit.ly/aproveitamento-integral
•    Infográfico sobre os hábitos alimentares de brasileiros também pode auxiliar professores neste debate. bit.ly/infografico-comida
•    Perguntas e respostas sobre agricultura orgânica também pode ser um ótimo material para tirar dúvidas em sala de aula. bit.ly/agricultura-orgânica

Leia mais:

Edukatu e UMAPAZ oferecem oficina gratuita sobre gestão de resíduos em São Paulo

Para comemorar: Edukatu completa dois anos alcançando mais de 44 mil

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: