Natura e Itaú Unibanco lançam edital para captação de projetos de compensação de emissões de carbono

Podem se inscrever, até 24 de outubro, pessoas jurídicas que desenvolvam projeto de redução ou remoção de gases de efeito estufa no Brasil.

Crédito da foto: iStock

ATUALIZAÇÃO: O prazo para inscrição foi prorrogado para o dia 24/10/17.

 

A Natura e o Itaú Unibanco, em parceria, lançaram o edital Compromisso com o Clima, para captação de projetos de compensação das emissões de gases do efeito estufa (GEE).

Para frear as Mudanças Climáticas, é preciso diminuir as emissões de gases de efeito estufa – que estão aumentando em consequência de atividades humanas como a queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e derivados) e a produção em escala de alimentos.

Com a iniciativa, as empresas buscam estimular novos parceiros e fornecedores a neutralizarem suas emissões de gases de efeito estufa, por meio de projetos nas áreas de energia, agricultura, floresta e tratamento de resíduos, entre outros.

Juntas, as duas empresas visam adquirir uma estimativa de 500 mil toneladas de CO2 para compensar suas emissões dos  últimos períodos.

A inscrição é gratuita e pode ser feita até o dia 24 de outubro (inicialmente iria até 13 de outubor) por meio da plataforma Ekos Social, http://ekos.social/pages/natura-itau, onde também está disponível o regulamento completo.

São elegíveis de participação no edital Compromisso com o Clima projetos desenvolvidos no Brasil relacionados a biomassa renovável, energia eólica, energia solar, Pequenas Centrais Hidrelétricas, metano para energia, eficiência energética, agricultura e agroflorestal, restauro florestal, REDD+ (Redução de emissões provenientes do desmatamento e degradação florestal), purificadores de água, fogões eficientes, troca de combustível e tratamento de resíduos. Dois tipos de projetos podem se inscrever:

1) Projetos tradicionais: são aqueles que visam a geração de reduções de emissões de gases de efeito estufa verificadas por padrões de certificação do mercado voluntário ou regulado de carbono.

2) Projetos especiais: são aqueles que geram impacto positivo para o clima, com redução ou remoção de gases de efeito estufa na atmosfera, mas que não visam a certificação do projeto junto aos padrões dos mercados voluntário ou regulado de carbono.

O processo de seleção de projetos será conduzido pelo Instituto Ekos Brasil, parceiro da Natura e do Itaú Unibanco nesta iniciativa. Os selecionados serão conhecidos em junho de 2018.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: