Mudanças climáticas espalham doenças mais rápido

Aquecimento global colabora para proliferação de insetos transmissores de doenças como malária e dengue, diz estudo da ONU

Comentário Akatu: A influência negativa do aquecimento global pode ser sentida de várias maneiras; se por um lado ela pode causar a extinção de espécies animais, por outro, ajuda na proliferação de insetos transmissores de doenças. Reverter o problema é extremamente difícil, mas você pode minimizá-lo se fizer algumas escolhas conscientes de consumo, como não comprar produtos sem o selo verde, usar seu carro apenas quando estritamente necessário, não desperdiçar alimentos etc.

O aquecimento global e as mudanças ambientais estão acelerando a proliferação de doenças, revela o anuário do Programa Ambiental das Nações Unidas (UNEP, na sigla em inglês). “Nos anos noventa, a febre da dengue prevaleceu em nove países. Hoje ela pode ser encontrada em cerca de 100”, disse um dos autores da publicação, Marion Cheatle.

A disseminação da malária está intimamente ligada à intervenção humana no meio ambiente. Pesquisas mostram que 6% de todos os casos de malária dos últimos 25 anos têm sido causados pelas mudanças climáticas.

Um clima mais quente encoraja a multiplicação do mosquito transmissor da malária. Além disso, sua procriação aumenta em áreas desmatadas e em buracos deixados por mineradores. Os buracos no solo enchem de água e tornam-se um local perfeito para a reprodução do inseto.

“Em um ambiente intacto é mais fácil segurar a proliferação”, disse Cheatle. Globalmente, as  doenças infecciosas são responsáveis por um quarto das mortes e, na África, representam dois terços.

Se você quiser seguir o Akatu no Twitter, clique aqui.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: