Moda consciente: Roupa Livre cria aplicativo que promove troca de roupas

A iniciativa criou o aplicativo para promover a colaboração entre as pessoas e a circulação das roupas sem o intermédio do dinheiro

Arte: Alê Kalko

Toda peça de roupa impacta diretamente o meio ambiente e a sociedade na sua cadeia produtiva. Para produzir uma calça jeans, por exemplo, são necessários em média 10.850 litros de água*, quantidade suficiente para suprir o consumo residencial (lavar louças, tomar banho, beber, cozinhar etc.) de uma pessoa por mais de três meses!

Quando descartamos rapidamente peças que não usamos ou deixamos roupas paradas no armário, há um enorme desperdício de recursos naturais e humanos investidos na produção delas. Por isso, é nossa tarefa não só garantir que uma peça seja bem usada até o fim da sua vida útil, mas cuidar que ela ganhe novos significados depois que não for mais sua.

Há pessoas que estão dedicadas ao “upcycling”, que se trata de reconstruir e melhorar uma peça que se transformará em um produto de maior valor agregado que o original.

Mariana Pellicciari participou de cursos de upcycling há cerca de 3 anos e ficou impressionada. “Percebi que nós não utilizamos as roupas até o seu limite. Nós nos damos ao luxo de enjoar de nossas peças. Precisamos lembrar que toda peça ainda pode se transformar em algo novo”, diz Mariana. Depois desse curso, ela decidiu criar o Roupa Livre, que inclui produção de conteúdo, oficinas de upcycling, canal no youtube e divulgação de seus livros sobre moda sustentável.

Ela também criou um aplicativo que estimula a troca de roupas entre as pessoas. “Vemos excessos de um lado, faltas de outro, desequilíbrio e má distribuição e mesmo assim somos apegados a velhas regras. Por que não substituí-las? Mais do que comprar roupas usadas, nós podemos trocar nossas roupas sem envolver dinheiro. São atitudes que reforçam os laços entre as pessoas, que fazem nossas peças circularem e que também promovem o olho no olho; é a colaboração sem o lucro”, diz Mariana. Hoje, existe um financiamento coletivo pra arrecadar fundos e manter o aplicativo no ar.

O Roupa Livre já publicou dois e-books com a temática de moda consciente, sobre a extensão da vida útil das roupas para mantê-las em circulação ao invés de descartá-las. “Nós estamos sempre apresentando ao público soluções. No nosso site, disponibilizamos tudo mastigado, passo a passo do que você pode fazer para repensar a moda e trazer um olhar mais sustentável. Somos uma porta de entrada para quem não sabe muito do assunto, pois trabalhamos informações que são passadas de pessoas para pessoas e que geram um efeito em cadeia. Não é uma mudança de hábito radical, da noite para o dia, por isso precisamos ter paciência. É em longo prazo, mas tudo já está mudando, já estamos reinventando o modo de produzir e consumir moda”, diz Mariana.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: