Mineirão é o primeiro estádio da Copa com energia solar

Placas foram colocadas na cobertura do estádio; usina produz energia que suficiente para 1.200 residências

Estádio Mineirão tem painéis solares em sua cobertura – Foto: Renato Cobucci/Secom

 

O estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão, foi o primeiro a sediar uma partida da Copa do Mundo com uma usina de energia solar em funcionamento.

Desde o último dia 25 de abril, a Usina Solar Fotovoltaica (USF) do estádio está produzindo energia para o sistema de distribuição da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), o suficiente para abastecer cerca de 1.200 residências. De acordo com a parceria firmada com a Minas Arena, empresa responsável pela administração do estádio, 10% da energia gerada é utilizada no próprio estádio.

Foram instalados na área útil da cobertura do estádio, de 11.500 m², um total de 5.910 painéis solares com potência de 240 Wp por painel (240 watt-pico). A energia gerada será de 1.825 MWh/ano.

A usina começou a ser montada em dezembro de 2012, com os trabalhos de preparação e impermeabilização da cobertura para a montagem das estruturas metálicas de suporte das placas fotovoltaicas.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: