McDonald’s reduz sódio, açúcar e calorias e introduz frutas na sobremesa

A partir do dia 1º de outubro, diversos produtos terão uma redução na quantidade de sódio, açúcar e calorias

O McDonald’s, apoiador prata do Instituto Akatu, anunciou mudanças em seu cardápio para deixar seus alimentos mais saudáveis. A partir do dia 1º de outubro, diversos produtos terão uma redução na quantidade de sódio, açúcar e calorias. Além disso,alimentos naturais, que contêm vitaminas e minerais, serão introduzidos no menu. Válida para todos os países da América Latina, a alteração foi decidida em razão dos pedidos constantes dos clientes.

“Nossa empresa trabalha para acompanhar as tendências e preferências da sociedade. Queremos estar seguros de oferecer produtos nutritivos e adequados a uma vida saudável”, afirmou Woods Staton, CEO da Arcos Dorados, detentora dos direitos do McDonald’s na região.

“Ainda que não seja uma mudança de todo o setor alimentício, é um pequeno indicador da importância de se ter consumidores mais conscientes e empresas que sabem reconhecer o poder de seus consumidores”, analisa Helio Mattar, diretor-presidente do Instituto Akatu.

“Afinal, o consumidor que é consciente conhece os impactos de seu consumo na sua saúde e na de sua família, para seu bolso, para a sociedade, a economia e o planeta. Ao sinalizar para os fornecedores a necessidade de mudanças na direção da sustentabilidade, estão usando seu poder de consumo para ampliar os impactos positivos e diminuir os negativos”, diz ele.

O McDonald´s anunciou que vai diminuir cerca de 10% na quantidade de sódio em pães, empanados de frango, queijo e catchup. As bebidas à base de frutas receberão 40% a menos de açúcar, passando a ter um limite de 5g por 100 ml. Já a saladinha de acompanhamento vai receber mais tipos de folhas, cenoura ralada, tomate e não terá parmesão, dobrando em peso, mas reduzindo em 10 calorias.

No lanche básico para crianças ainda será introduzida uma fruta fresca, de acordo com a época. Com as alterações no cardápio, as possíveis combinações dos quatro itens básicos oferecidos no kit lanche infantil terão, em média, até 600 calorias. O valor equivale a quase um terço da ingestão diária recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para crianças de 7 a 10 anos de idade, que é de 2.000 calorias.

Segundo o McDonald’s, as mudanças no cardápio são resultado de dois anos de pesquisas em parceria com os fornecedores na América Latina, pois houve o cuidado de manter o sabor original dos produtos, já que reduzir quantidades de gordura e sal poderia acarretar na alteração do gosto.

 

Siga no twitter

Curta no facebook

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: