Materiais recicláveis decoram o Natal do Conjunto Nacional

Projeto evitou o descarte de mais de 55 mil embalagens plásticas e CDs e gerou trabalho para mais de cem pessoas

 

Nestes dias que antecedem o Natal, quem passa pelo prédio do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, região central da capital paulista, durante a noite, não deixa de reparar na onipotente luz verde na fachada do prédio. Na galeria, que fica na parte interna do edifício, o presépio montado ocupa uma área de aproximadamente 40 metros quadrados. Todo o trabalho é feito quase que integralmente de materiais recicláveis.

Foram usados 7.000 CDs velhos, 24 mil garrafas PET e 24 mil embalagens plásticas, que foram reutilizados e transformados em adereços natalinos. “Reaproveitar materiais criando beleza e transformando pessoas tem sido, nos últimos dez anos, a meta do Conjunto Nacional”, afirma Vilma Peramezza, administradora do prédio. “Sempre buscamos agir de forma sustentável, inclusive no Natal.”

O projeto, executado em 180 dias, gerou trabalho para cerca de cem pessoas, desde criadores e mestres artesãos, até catadores das cooperativas.

Só na decoração da fachada, que é composta por 12 taças de 5 metros de altura, foram usadas cerca de 21 mil embalagens PET. O trabalho foi confeccionado pela Cooperativa Social de Trabalho e Produção de Arte Alternativa e Coleta Seletiva (Cooperaacs), com orientação do artesão Sandro Rodrigues. O material foi recolhido por meio do Programa de Coleta Seletiva, que funciona no subsolo do prédio desde 1992.

Presépio
O projeto artístico dopresépio é assinado pelo cenógrafo e diretor de arte Silvio Galvão, que, há dez anos, produz a decoração natalina do prédio. A cena montada resgata as condições do nascimento de Jesus. Os personagens da história são representados por bonecos de até metade do tamanho real e em 3D. “O efeito ‘hiper-realista’ é fruto de muita pesquisa”, afirma o artista.

Neste ano, Sílvio acrescentou símbolos utilizados em outros países, como a neve do hemisfério norte. “Apesar da diferença do clima, trouxe alguns elementos norte-americanos e europeus que sempre traduziram o evento no mundo”, diz.

“Estou certo de que, mais uma vez, conseguiremos encantar a maioria das pessoas”, conclui.

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: