Livro “O Século da Escassez” trata dos desafios e impasses sobre o cuidado com a água

As autoras Marussia Whately e Maura Campanil apresentam dados estatísticos sobre a água e apontam possíveis caminhos para evitar o colapso do abastecimento no Brasil

Crédito: Divulgação

 

No dia 16 de agosto, a partir das 19h, será lançado o livro “O Século da Escassez – Uma nova cultura de cuidado com a água: impasses e desafios”, da urbanista Marussia Whately e da jornalista Maura Campanili, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo. O livro faz parte da Coleção Agenda Brasileira, do selo Claro Enigma, da Companhia das Letras, e conta com prefácio do biólogo e presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), João Paulo Capobianco.

As autoras partem do princípio de que, apesar de vivermos no “planeta azul”, apenas uma parte ínfima da água da Terra é doce e de fácil acesso. Como explicam no livro, “pense que toda a água da Terra corresponde a uma piscina olímpica. A quantidade de água doce seria equivalente a um quinto de uma raia olímpica. A água doce superficial, por sua vez, equivaleria a uma garrafa de refrigerante de um litro não totalmente cheia”.

O livro apresenta os principais conceitos a respeito desse tema, traz dados estatísticos com foco no território brasileiro e aponta possíveis caminhos para evitar o colapso do abastecimento. Para as autoras, mais do que promover o uso consciente da água, é preciso repensar o modo de vida do homem moderno e buscar alternativas inovadoras para proteger esse recurso essencial para a nossa sobrevivência, por meio de uma nova cultura de cuidado com a água. “Precisamos ter consciência de que a água está em todos os processos de produção dos produtos que consumimos: desde o alface até o celular. Por isso, é importante prestar atenção em tudo isso. E ter sempre cuidado com seu uso no dia a dia”, ressalta  Marussia.

Outro ponto abordado no livro é sobre o jargão “crise da água”. As autoras explicam que, por definição, crises são períodos de exceção dentro da normalidade. E o que se vê, no entanto, é um cenário de difícil reversão: boa parte dos rios está poluída; a indústria, a agricultura e as cidades consomem enormes quantidades de água; e conflitos políticos e comerciais aumentam cada vez mais à medida que a água se torna um bem raro. “Somos todos corresponsáveis: empresas, governos e consumidores. Por isso, precisamos todos buscar alternativas que respeitem o ciclo natural da água”, enfatiza Marussia.

*Marussia Whately é arquiteta e urbanista com especialização em gestão de recursos hídricos e uma das mais importantes referências sobre assuntos relacionados à água e ao saneamento. Coordenou o Programa Mananciais do Instituto Socioambiental e é uma das idealizadoras da Aliança pela Água.

*Maura Campanili é jornalista e geógrafa e atua há mais de vinte anos na área socioambiental como repórter, editora, coordenadora de comunicação e escritora. Trabalhou, entre outros, na Agência Estado, SOS Mata Atlântica e Instituto Socioambiental. Desde 2004, está à frente do NUCA – Núcleo de Conteúdos Ambientais.

SERVIÇO
Lançamento do livro “O Século da Escassez. Uma nova cultura de cuidado com a água: impasses e desafios”
Data:
16 de agosto de 2016
Horário: a partir das 19h
Local: Livraria Cultura do Conjunto Nacional
Endereço: Avenida Paulista, 2073, térreo.
Telefone: 3170-4033

Leia mais:

Edukatu lança conteúdo didático gratuito para escolas trabalharem o consumo consciente da água

O descaso com a água, um dos mais valiosos capitais naturais da atualidade

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: