Itinerância da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental começa em setembro

Festival passará por 15 cidades paulistas até 11 de outubro, com os melhores filmes sobre questões socioambientais

Crédito: Divulgação.

 

 

A Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental chegou à sua quarta edição em 2015 e exibiu em março os mais importantes filmes internacionais e brasileiros sobres questões socioambientais, premiados em grandes festivais. A partir de 8 de setembro até 11 de outubro, 23 desses filmes vão compor a Itinerância da Mostra, que percorrerá 19 unidades do Sesc na capital e 15 cidades do interior de São Paulo, com sessões gratuitas. O Instituto Akatu apoia o festival desde a sua primeira edição.

Além dos filmes, a Itinerância inclui debates, palestras, oficinas, visitas e outras atividades, ampliando ainda mais a experiência do público com os temas abordados: biodiversidade, cidades, consumo, energia, povos e lugares, e recursos naturais.

Dentre os destaques da programação, estão “ H2Omx” (México), de José Cohen e Lorenzo Hagerman; “A Tragédia do Lixo Eletrônico” (França / Espanha / Reino Unido), de Cosima Dannoritzer; “Era uma Vez uma Floresta” (França), de Luc Jacquet;  “O Semeador” (Canadá), de Julie Perron; “O Veneno Está na Mesa II” (Brasil), de Silvio Tendler; “Favelas: As Cidades do Amanhã” (Canadá), de Jean-Nicolas Orhon; “O Experimento Humano” (Estados Unidos), de Dana Nachman e Don Hardy;  “Malditas Barragens” (Estados Unidos), de Travis Rummel e Ben Knight;  “Pandemonium” (Brasil), de Jorge Bodanzky; e os vencedores da mostra Competitiva Latino-Americana: “Brasil S/A” (Brasil), de Marcelo Pedroso, que levou o prêmio do Júri de Melhor Filme; e “A Lei da Água” (Brasil), de André D’Elia, ganhador do Prêmio do Público.

SERVIÇO
Itinerância da 4a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental
De 08/09 a 10/10
Em 15 cidades de São Paulo

[Confira a agenda da Programação no Sesc]

Acompanhe a Mostra Ecofalante nas redes
Site: ecofalante.org.br/mostra
Facebook: facebook.com/mostraecofalante
Twitter: @MostraEco
Instagram: Instagram.com/mostraecofalante

A Itinerância 2015 da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é uma realização da Ecofalante e do Sesc São Paulo, com patrocínio da Goodyear , apoio da White Martins  e do Reciclo Pepsico , e apoio institucional : Instituto Akatu, Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Le Monde Diplomatique Brasil, Instituto Envolverde, Catraca Livre, Rádio Eldorado, Rádio Estadão, Revista Piauí, Procam/USP, Rede Nossa São Paulo, Instituto Polis, ProAC – Programa de Ação Cultural 2015   e Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Confira a lista completa dos filmes que serão exibidos, de acordo com o tema:

BIODIVERSIDADE

Era uma vez uma floresta
Once Upon a Forest
Direção: Luc Jacquet,
França, 2013, 78min
O filme convida o público para ver um mundo de maravilha natural e de beleza surpreendente. Pela primeira vez, será possível assistir a uma floresta tropical crescendo. O filme nos fornece uma completa imersão sensorial no esplendor primitivo de um dos mais ricos mistérios da natureza, convocando o público a entrar, descobrir e se maravilhar com um universo de tesouros incalculáveis, enquanto une sua voz à crescente consciência da necessidade de preservar nosso mundo.

O semeador
The Sower
Direção: Julie Perron
Canadá, 2013, 77min
No Vale do Kamouraska, no Quebec, Patrice Fortier inicia sua empresa de sementes, La Société des plantes. Como um copista da Idade Média, ele meticulosamente preserva raros e esquecidos cultivares com o objetivo de criação das “heranças do futuro”. Ao jardinar, Patrice sonha acordado e transforma suas colheitas em projetos artísticos. As estações passam, sua paciência e cuidado expressam sua paixão e conhecimento, e seu banco de sementes cresce. Seus pequenos armazéns de vida acabarão brotando em milhares de hortas ao redor do mundo.

CIDADES

Favelas: Cidades do amanhã
Slums: Cities of Tomorrow
Direção: Jean-Nicolas Orhon
Canadá, 2013, 81min
Hoje, uma em cada seis pessoas vive em uma favela, ocupação ou outra habitação precária. Através de uma perspectiva sociológica e filosófica, o filme observa estruturas construídas em uma escala humana e proporciona um olhar íntimo em seus habitantes. O filme nos leva em uma viagem através dos continentes: a Mumbai, Índia, onde existe a maior favela da Ásia; a Rabat, Marrocos, no que antes foi uma fértil área agrícola; a uma ocupação em Lakewood, New Jersey; a um bairro de trailers em Marseille, França; e a uma comunidade nativa em Kitcisakik, Quebec.

CONSUMO

A Tragédia do Lixo eletrônico
E-waste tragedy
Direção: Cosima Dannoritzer
França / Espanha / Reino Unido, 2014, 86min
Todo ano, mais de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico – computadores, televisões, celulares, eletrodomésticos – são descartados no mundo desenvolvido. Setenta e cinco por cento desse lixo desaparece do circuito legal de reciclagem, com grande parte sendo jogada fora ilegalmente no Terceiro Mundo, onde destrói paisagens e prejudica vidas. O filme nos leva a uma viagem investigativa pela Europa, China, África e EUA, e revela um comércio global tóxico alimentado pela ganância e corrupção.

O Experimento Humano
The Human Experiment
Direção: Dana Nachman e Don Hardy
EUA, 2013, 90min
O filme conta histórias pessoais de pessoas que acreditam que suas vidas foram afetadas por produtos químicos, e leva os espectadores para as linhas de frente como ativistas fazem, cabeça a cabeça, com a poderosa e bem financiada indústria química. Esses ativistas trazem à luz um sistema corrupto que tem sido escondido dos consumidores… até agora. O filme revela a realidade chocante de que milhares de produtos químicos não testados estão em nossos produtos de uso diário, em nossas casas e dentro de nós. Simultaneamente, o predominância de várias doenças continua a aumentar.

ENERGIA

Malditas Barragens
Damnation
Direção: Travis Rummel e Ben Knight
EUA, 2014, 87min
O filme explora a mudança na atitude dos cidadãos dos EUA a partir do orgulho em grandes barragens como maravilhas da engenharia à crescente consciência de que o nosso futuro está ligado à vida e à saúde de nossos rios. Com a remoção de barragens, rios voltam à vida, dando a peixes selvagens o direito de regresso às zonas de desova primordiais. A maravilhosa fotografia do filme e suas descobertas inesperadas percorrem não só paisagens alteradas por barragens, mas também por uma metamorfose de valores, de conquista do mundo natural ao reconhecimento de nós mesmos como parte da natureza.

POVOS E LUGARES

Felicidade
Happiness
Direção: Thomas Balmès
França / Finlândia, 2013, 80min
Peyangki é um garoto monge que vive em Laya, uma vila butanesa nos Himalaias. Entre estudos e rezas ele assiste à chegada de cabos elétricos e estradas: sua vila receberá energia elétrica. Quando é levado por seu tio à cidade, ele descobre um mundo de carros, banheiros e manequins enquanto procuram pela televisão perfeita para levar para vila. Thomas Balmès captura a beleza inocente nas faces de seus personagens e, através de deslumbrantes tomadas da paisagem, ilumina o momento complexo no qual um modo de vida tradicional se desvanece na sedução da tecnologia.

Thule Tuvalu
Thule Tuvalu
Direção: Matthias Von Gunten
Suíça, 2014, 96min
Dois lugares em extremos de nosso planeta vêm fazendo as manchetes devido às mudanças climáticas: Thule, na Groenlândia, por seus recordes de degelo; e Tuvalu, porque esta remota ilha-nação no Pacífico é um dos primeiros países em vias de afundar como resultado da elevação do nível do mar. Se para nós o aquecimento global ocorre quase exclusivamente na mídia, ele está mudando toda a existência dos habitantes de Thule e Tuvalu. O filme retrata como são forçados a abandonar seu modo de vida tradicional mudando em direção a um futuro desconhecido.

RECURSOS NATURAIS

De Sul a Norte
South to North /Sud Eau Nord déplacer
Direção: Antoine Boutet
França, 2014, 109min
O filme é uma jornada ao longo das três rotas que traçam o caminho do mais importante projeto de transferência de água do mundo, que se estende entre o sul e o norte da China – e um questionamento sobre a inevitabilidade dessa transformação. Viajando pelo país, da costa leste desenvolvida às montanhas pouco habitadas do Tibete, é possível entender as consequências do projeto. Um filme sobre a transformação de um território que resultou de uma escolha política. Mas é essa a escolha adequada?

Marmato
Marmato
Direção: Mark Grieco
EUA / Colômbia, 2014, 87min
A Colômbia é o centro da nova corrida do ouro global e Marmato, uma cidade histórica mineira, é a nova fronteira. Filmado durante seis anos, o filme narra como os moradores da cidade enfrentam a destruição e confrontam uma companhia mineira canadense que quer os 20 bilhões de dólares em ouro que está sob suas casas.

COMPETÇÃO LATINOAMERICANA

Brasil S/A
Brazilian Dream
Direção: Marcelo Pedroso
Brasil, 2014, 72min
No Brasil dos últimos 500 anos, Edilson esteve cortando cana-de-ac¸u´car. Um dia, as ma´quinas chegaram e ele deixou o corte para se engajar em sua primeira missa~o espacial. Um pequeno passo para ele, um salto enorme para o Brasil.

H2Omx
H2Omx
Direção: José Cohen e Lorenzo Hagerman
México, 2013, 80min
Pode uma megacidade mobilizar seus 22 milhões de cidadãos para tornar seu consumo de água sustentável? A Cidade do México foi construída no meio de um lago; para abastecê-la com água fresca é uma tamanha tarefa que se torna obrigatório trazê-la de outros estados. Além disso, quando o esgoto deixa a cidade, sua água acaba na agricultura. Este filme é um caso de estudo ambiental do Vale do México em sua luta para salvar a si mesmo enquanto sua população cresce.

O Veneno está na mesa 2
The Poison Is On the Table II
Direção: Silvio Tendler
Brasil, 2014, 70min
Após o impacto do primeiro filme, este filme atualiza e avança na abordagem das terríveis consequências para a saúde pública causadas pelo uso dos agrotóxicos dentro do modelo agrícola nacional atual. O filme enfoca a existência de alternativas viáveis de produção de alimentos saudáveis que respeitam a natureza, os trabalhadores rurais e os consumidores. Com este documentário, vem a certeza de que o país precisa tomar um posicionamento diante do dilema que se apresenta: em qual mundo queremos viver? O mundo envenenado do agronegócio ou o da liberdade e diversidade agroecológica?

 

Leia mais:

Artigo de Helio Mattar sobre os filmes que falam de consumo: “A vida dos outros. Dos outros?”

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: