Inscrições para o Programa Ecomudança são prorrogadas até o dia 29/04

Programa seleciona projetos socioambientais em comunidades socialmente vulneráveis para receberem aporte financeiro e implementar suas ações e atividades

Crédito: Divulgação/Itaú

 

O Itaú Unibanco prorrogou as inscrições do Ecomudança 2016 até o dia 29 de abril. Realizado em parceria com o Instituto Ekos desde 2009, o Programa seleciona projetos socioambientais em comunidades socialmente vulneráveis para receberem aporte financeiro e implementar suas ações e atividades. Neste ano, o Itaú selecionará iniciativas inovadoras em redução de emissão de gases de efeito estufa e que contribuam para a produção de água e possibilitem, consequentemente, o desenvolvimento das regiões onde estão localizados.

O edital e a ficha de inscrição estão disponíveis no site do banco. A ficha deve ser preenchida e encaminhada para o e-mail ecomudanca.itau@ekosbrasil.org. Todo o processo é gratuito.

Podem ser inscritos projetos brasileiros promovidos por entidades sem fins lucrativos, como organizações sociais, fundações, cooperativas e associações, inclusive as que atuam como movimentos sociais, de origem e atuação no território nacional.

As categorias contempladas pelo Ecomudança são:

1) Redução da Pegada Hídrica e Produção de Água;

2) Redução de Gases de Efeito Estufa, com as subcategorias:

· atuação em eficiência energética;

· energia renovável;

· manejo de resíduos;

· florestas;

· agricultura sustentável;

· mobilidade.

Após a inscrição, os projetos serão submetidos a uma comissão de análise técnica, composta por membros do Itaú e do Instituto Ekos Brasil, passando por fase de triagem, análise do potencial e impactos que o projeto pode trazer para comunidade, visita técnica às organizações e casos finalistas – previstas para os meses de junho e julho, e, já na fase final, análise do conselho consultivo que seguirá critérios como inovação, criatividade e potencial de transformação social, com divulgação dos resultados em setembro de 2016.

O valor do apoio financeiro a ser concedido a cada projeto selecionado será de até R$ 100 mil. Em 2015, o Ecomudança contemplou nove projetos de Minas Gerais, Ceará, Pernambuco, Amazonas e Mato Grosso do Sul, com um valor aproximado de R$ 705 mil. Cerca de 254 famílias foram beneficiadas desde então e há a previsão de redução de 7,1 mil toneladas de CO2/ano com as iniciativas.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: