Inscrições ao prêmio SDSN Amazônia são prorrogadas até 30 de setembro

A premiação tem cinco categorias: Educação, Mineração, Gestão de Áreas Protegidas, Gestão de Terras Indígenas e Infraestrutura

Floresta Amazônica. Crédito: Ana Cotta/Creative commons

 

As inscrições ao prêmio SDSN Amazônia foram prorrogadas até 30 de setembro. Lançada na COP20, em dezembro passado, em Lima, no Peru, a iniciativa da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável para a Amazônia (SDSN Amazônia), integrante do projeto global da Organização das Nações Unidas (ONU), visa identificar e reconhecer as melhores soluções para questões socioambientais relacionadas ao desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Poderão participar as ações realizadas e implementadas por organizações privadas, públicas, acadêmicas e do terceiro setor da Amazônia Continental: Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela.

O Prêmio SDSN-Amazônia está organizado em cinco categorias: Educação, Mineração, Gestão de Áreas Protegidas, Gestão de Terras Indígenas e Infraestrutura. Uma comissão de especialistas nos temas envolvidos julgará os projetos inscritos e indicará dez finalistas e três vencedores em cada categoria, a partir dos critérios de avaliação: clareza, apresentação e profundidade do conteúdo do projeto; adequação do projeto à categoria temática proposta; potencial de replicabilidade do projeto; relevância do projeto para especificidades da Amazônia; originalidade e inovação da iniciativa; formação de redes e parcerias intersetoriais; uso de metodologias participativas; e visão de futuro do projeto.

Além dos prêmios em dinheiro, os vencedores terão suas experiências divulgadas na Plataforma SDSN-Amazônia como exemplos de soluções para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que estão sendo definidos pela ONU para vigorarem entre 2015 e 2030. Além disso, serão estimulados, por um ano, a participarem de eventos que disseminem sua solução.

O Prêmio SDSN-Amazônia é realizado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) por meio da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia em parceria com o Fundo Nacional de Defesa dos Direitos das Crianças (Unicef), Centro Rio+, Vale e Instituto Carmargo Correa. A iniciativa ainda conta com apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

As inscrições devem ser feitas até 30 de setembro de 2015 pelo e-mail premio@sdsn-amazonia.org. Mais informações pelo site www.fas-amazonas.org.

 

Leia mais:

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: responsabilidade de todos

Relatório alerta para ameaça sobre rios da Amazônia

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: