Hora do Planeta promove “apagão” simbólico em 25 de março

Criada há 10 anos, a campanha que chama atenção para as Mudanças Climáticas conta com a participação de milhares de cidades pelo mundo

Está marcada para o dia 25 de março a Hora do Planeta, blecaute voluntário e simbólico promovido pela organização ambiental WWF. Das 20h30 às 21h30, pessoas, entidades e empresas vão desligar as luzes para chamar atenção para as Mudanças Climáticas.

A Hora do Planeta foi criada em Sidney, na Austrália, em 2007. No ano passado, teve mais de sete mil cidades participantes. O Instituto Akatu apoia o evento. Escolas, instituições privadas e organizações também podem se engajar apagando as luzes e promovendo atividade. Em 2016, foi contabilizada a participação de 165 empresas, além de 39 escolas e organizações não governamentais.

“Mais do que um simples apagar de luzes, a Hora do Planeta é um convite para que as pessoas reflitam sobre as nossas ações em relação ao meio ambiente; o que temos feito e o que cada um pode fazer para diminuir o problema”, comenta o diretor-executivo do WWF-Brasil, Maurício Voivodic.

As cidades e empresas interessadas em participar devem assinar o Termo de Adesão, indicando quais monumentos e prédios públicos ficarão apagados durante os 60 minutos. No site da campanha, há materiais que explicam como as pessoas podem participar de forma mais intensa da Hora do Planeta.

Para frear as Mudanças Climáticas, é preciso diminuir as emissões de gases de efeito estufa – que estão aumentando em consequência de atividades humanas como a queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e derivados) e a produção em escala de alimentos. Por isso, é importante que tanto a produção e o consumo sejam conscientes.

O consumidor pode contribuir no seu dia a dia de forma positiva para a resolução do problema do Aquecimento Global. Combater o desperdício de alimentos, andar menos de automóvel, separar o lixo para reciclagem são algumas atitudes que ajudam a enfrentar o problema. Conheça outras formas de contribuir para frear as Mudanças Climáticas.

Leia mais:

Você é um consumidor consciente? Faça o teste e descubra!

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: