Google Earth mostra como as pessoas estão relacionadas à Amazônia

Plataforma “Eu sou Amazônia” exibe histórias interativas que revelam a ligação de todos com a floresta brasileira

A Amazônia é conhecida mundialmente por sua grandiosidade. Mas, para muitas pessoas (inclusive brasileiras), é uma distante e impenetrável floresta misteriosa. Nem sempre fica evidente a ligação que temos com essa floresta, que fornece recursos únicos para nossa alimentação e indústria e tem um importante papel no ciclo da água e no clima, em geral.

Para propiciar um mergulho na Amazônia, de forma a mostrar a importância dessa floresta na vida das pessoas que vivem ou não lá, foi preparado o especial “Eu sou Amazônia”, na Voyager, plataforma de histórias do Google Earth, ferramenta de mapas e imagens de satélite do Google.

O especial traz 11 histórias interativas, que oferecem recursos diversos como vídeo, mapas, áudio e realidade virtual 360°. Nove vídeos foram produzidos por Fernando Meirelles, diretor do filme “Cidade de Deus”, e dois tiveram produção do Instituto Socioambiental (ISA).

A importância da Amazônia para o ciclo da água é abordada no especial, que trata do processo de formação da chuva e dos chamados “rios voadores”, que levam a umidade da floresta para outras regiões do País. Também é possível visualizar, no mapa interativo, as áreas desmatadas ao longo do tempo e entender como isso impacta no ciclo da água que chega até as cidades.

A história de Paragominas, no Pará, é contada no especial “Eu sou Amazônia”. Vítima da exploração predatória da madeira, a floresta nesta região hoje é preservada graças a um novo modelo econômico, que combina produção e proteção das matas nativas. No mapa, é possível visualizar a área utilizada para criar o gado sustentável, em comparação à criação extensiva, que exige um maior desmatamento.

No capítulo dedicado à comida, a ferramenta permite conhecer as áreas de cultivo de cacau, açaí e castanha do Pará, que hoje são consumidos por mercados em diversos pontos do planeta.

No mapa, é possível ver as áreas indígenas demarcadas e conhecer os povos que as habitam. Povos indígenas são retratados na plataforma, como os Tembé, Paiter, Suruí e Yawanawá. Essas histórias são resultados de 10 anos de trabalho com esses povos na Amazônia.

Consumo consciente

O especial “Sou Amazônia” é uma ferramenta poderosa na sensibilização do consumidor que, por meio dela, é capaz de entender qual é o impacto de suas escolhas de consumo no meio ambiente e no seu próprio bem-estar. Veja a seguir o vídeo “Eu sou a mudança” que explica a conexão do consumo de carne com o desmatamento da Amazônia.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: