FIESP lança Guia de Produção e Consumo Sustentáveis

O objetivo da publicação é orientar empresas sobre a necessidade de pensar estrategicamente sobre a produção sustentável.

Em 11 de novembro, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) lançou a publicação “Guia de Produção e Consumo Sustentáveis – tendências e oportunidades para o setor de negócios”, que tem por objetivo orientar empresas sobre a necessidade de pensar estrategicamente sobre a produção sustentável, trazendo conceitos, dicas práticas e casos de empresas. O guia é fruto de uma parceria entre a FIESP e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), principal organização dentro da ONU no campo ambiental.

Segundo Marlúcio de Souza Borges, diretor-adjunto do Departamento de Meio Ambiente da FIESP (DMA), o guia tem as pequenas e médias empresas como público principal e quer ressaltar a relação de dependência e influência entre produção e consumo. “Conceitualmente, o Guia Produção e Consumo Sustentáveis trata da aplicação de abordagem integrada entre produção e consumo com vista à sustentabilidade. A produção afeta o consumo por meio do design do produto, e o marketing modifica o comportamento humano de maneira global. As demandas dos consumidores influenciam as decisões dos produtores”, avaliou.

O diretor também explicou que as discussões em torno da produção e consumo sustentáveis ficaram mais fortes a partir da Rio+20, quando houve uma maior percepção do quanto o consumo mundial estava desenfreado e que algo precisava ser feito. A partir da Rio+20, houve a sinalização de mudanças estruturais a fim de se alcançar padrões de sustentabilidade atendendo às necessidades da sociedade e do planeta. Nela, foi ratificado o marco decenal de programas de produção e consumo sustentáveis, e um dos compromissos dos signatários é que os países devem produzir seus planos.

Assim, o Brasil teve seu primeiro ciclo avaliativo (2010-2014) e o segundo se encontra em processo de discussão (2017-2020), tendo como questão central a Produção e Consumo Sustentáveis. O Acordo de Paris, assinado em 2015, deu mais destaque ao tema, inclusive no período em que ocorre a COP22, em Marrakesh, até o dia 18 de novembro, com discussões em torno da implementação efetiva dos termos do Acordo. Outro marco importante para o tema é que o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 12 está na agenda global de desenvolvimento pós-2015. Assim, o conceito avança e é replicado na cadeia produtiva.

A publicação está disponível no site da FIESP. Clique aqui para fazer o download.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: