Fabricantes de refrigerantes e sucos artificiais vão suspender a publicidade para crianças

A decisão foi tomada pela Abir, associação que reúne as maiores marcas do mercado, como Coca-Cola, Pepsi e Ambev

Crédito: Creative commons/Nicolas Raymond

 

Fabricantes de refrigerantes e sucos artificiais vão parar de fazer publicidade de seus produtos dirigida às crianças menores de 12 anos. A decisão foi tomada em consenso pelos integrantes da Abir (Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas), que reúne as maiores marcas do mercado, como Coca-Cola, Pepsi e Ambev.

Os associados da Abir, que respondem por 85% da produção de refrigerantes, sucos, chás, isotônicos e águas já começaram a reduzir o volume de publicidade e de promoções voltadas para crianças ao longo dos últimos anos. Agora, a Associação pretende seguir novas estratégias baseadas nas práticas e diretrizes já existentes em outros países. Aos poucos, pretende implementar orientações aos seus associados e um monitoramento eficaz

O Instituto Akatu acredita que esta decisão da Abir foi muito importante. É na infância e na adolescência que se estabelecem valores, comportamentos e hábitos que podem permanecer por toda a vida. Por isso, para alcançarmos um novo modelo de civilização, que valorize o bem-estar de todos mais do que o consumo em si, é primordial educar nossas crianças e jovens para a sustentabilidade e o consumo consciente, evitando o contato com propagandas enganosas e que estimulem o consumismo exagerado. Tal educação permitirá que a criança, ao se tornar uma pessoa adulta, possa fazer com consciência suas escolhas de consumo, com base no que é realmente importante para a vida dela e bom para a sociedade e para o meio ambiente.

 

Leia também:

STJ proíbe publicidade dirigida às crianças

Campanha convoca famílias a discutirem o consumo infantil

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: