Faber-Castell cancela contrato com fornecedor denunciado por irregularidades trabalhistas

Maior fabricante de lápis do mundo, a Faber-Castell adota critérios socialmente responsáveis em sua cadeia produtiva. A companhia faz uma avaliação técnica antes de firmar…

Maior fabricante de lápis do mundo, a Faber-Castell adota critérios socialmente responsáveis em sua cadeia produtiva. A companhia faz uma avaliação técnica antes de firmar contratos, dando preferência a  fornecedores que são certificados com a ISO 9000 e que atendem aos requisitos da Norma SA 8000 – que inclui, entre seus principais pontos, a não-utilização de trabalho infantil ou trabalho forçado.

 

Prova deste critério de trabalho foi o cancelamento do contrato que a companhia tinha com a empresa Minas Talco, acusada de usar mão-de-obra infantil na mineração de pedra-sabão.

"Cancelamos o contrato com esse fornecedor imediatamente após sermos comunicados do fato. Estamos acompanhando o caso e agiremos conforme nosso compromisso com a comunidade", disse Irineu Diniz, Gerente de Recursos Humanos da Faber-Castell.

 

A denúncia foi feita com base em estudo do Instituto Observatório Social divulgado no início de março. O instituto foi criado há sete anos por iniciativa da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e fiscaliza empresas nacionais e multinacionais por meio  de pesquisas de suas cadeias produtivas.

 

O respeito ao consumidor e a qualidade de seus produtos são as principais bandeiras que a Faber-Castell sempre levantou. Seu  papel social e ambiental na sociedade vai além da produção de produtos ecologicamente corretos. A companhia preza  principalmente pelos direitos dos seres humanos, sejam eles clientes, fornecedores ou seus colaboradores.

 

Todos os produtos da Faber-Castell são fabricados com matérias-primas de altíssima qualidade, atóxicas e totalmente seguras  para o uso infantil, aprovados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial), e que  atendem à legislação da União Européia e às especificações dos órgãos competentes dos Estados Unidos.

A  companhia conquistou selos importantes como o da Abrinq (Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedo) e é associada ao Instituto  Akatu pelo Consumo Consciente.

Se você quiser seguir o Akatu no Twitter, clique aqui.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: