Estudo revela que 29% da população mundial está obesa ou acima do peso

Pesquisa da Universidade de Washington, nos EUA, mostra crescimento da obesidade em adultos e crianças

 

O número de pessoas obesas e com excesso de peso aumentou de 857 milhões em 1980 para 2,1 milhões em 2013, 29% da população mundial, revelou um estudo publicado hoje na revista Lancet.

A taxa de obesidade e sobrepeso cresceu 27,5% no caso dos adultos e 47,1% nas crianças, concluíram os pesquisadores do Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME) da Universidade de Washington, nos Estados Unidos. Para o estudo, foram analisados dados de pessoas de 183 países.

Mais de 50% das pessoas obesas ou com sobrepeso vive em 10 países: Estados Unidos, China, Índia, Rússia, Brasil, México, Egito, Alemanha, Paquistão e Indonésia. Os Estados Unidos é o país que tem o maior percentual de obesos do total, 13%, mas o estudo revelou que  62% dos obesos vive em países em desenvolvimento. Nenhum dos países analisados apresentou redução significativa na taxa de obesidade no período estudado.

Na transição para um novo modelo de civilização mais sustentável, o Instituto Akatu defende que os alimentos mais nutritivos sejam privilegiados, para desacelerar o crescimento da obesidade.

É essencial que a sociedade seja informada dos riscos do consumo exagerado de alimentos com alto teor de gordura saturada e açúcar refinado, além de bebidas adocicadas, como refrigerantes. Esses produtos devem ser consumidos com parcimônia, como fonte de prazer, de forma que não sejam nocivos para a saúde.

O consumidor deve prestar atenção aos valores nutricionais e calóricos que devem vir nas embalagens desses produtos. Além disso, é importante adotar outras atitudes relacionadas à qualidade de vida, como prática de exercícios físicos, que ajudam a combater o sobrepeso.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: