Empresa une preservação ambiental e educação em projeto inovador

A Dixie Toga, associada ao Apoio Fome Zero, cria o projeto Recicle por uma Vida Melhor e muda a vida de crianças da periferia de Londrina

Em 2000, a Dixie Toga, empresa associada ao Apoio Fome Zero, pôs em prática uma idéia antiga: preservar o meio ambiente e ainda beneficiar a comunidade do entorno da empresa. A idéia se tornou projeto, o Recicle por Uma Vida Melhor. Hoje, 27 crianças da periferia de Londrina, no Paraná, têm um espaço alternativo às ruas.

Em sua fábrica de Londrina, a Dixie Toga, em parceria com o Instituto Recicle Milhões de vidas, estimulou funcionários e membros da comunidade para que realizassem a coleta seletiva. Duas escolas da região aceitaram o desafio e hoje todo o lixo é separado. O resultado foi muito além preservação do meio ambiente: a renda arrecadada com a venda dos materiais, tanto dos recolhidos na fábrica quanto nas escolas, permitiu a construção de uma nova ala na creche Lindalva da Silva Basseto. Agora, as crianças que precisariam deixar a creche em função de sua idade e da falta de espaço, são atendidas com aulas de reforço escolar, oficinas de artesanato e atividades lúdicas.

Para Suzana Rubbo, coordenadora da creche, a parceria com a Dixie Toga foi fundamental. Das 95 crianças atendidas, 27 são maiores de seis anos, idade máxima permitida para a freqüência. A maioria delas têm pais separados, que trabalham durante o dia todo. Quando chegam da escola, ficam desamparadas, muitas vezes expostas a situações de risco, como acesso às drogas, ao tráfico e à violência.

Com o dinheiro da venda dos materiais recicláveis, cerca de 70.000 reais arrecadados em dois anos, foi possível não apenas construir uma sala nova para receber as crianças maiores, mas toda uma ala de atendimento. De acordo com a coordenadora de comunicação da Dixie Toga, Daniella Lopes, a verba arrecadada possibilitou a construção de um muro, que tornou o espaço mais seguro; de uma cozinha, de um depósito, dois banheiros e área externa para recreação. A empresa também realizou reformas na rede de esgoto da creche e doou dois computadores para uso das crianças e voluntários. Hoje, há 12 voluntários trabalhando na creche.

Talento e recursos naturais

O Projeto Recicle está aliado a outro da Dixie Toga, o Talentos do Bem. De acordo com Daniella Lopes, a idéia principal é aproveitar o novo espaço da creche para realizar cursos de capacitação. Os próprios funcionários da empresa oferecem os cursos para os pais de alunos e membros da comunidade. Os primeiros cursos foram de pinturas decorativas em vidros, de doces artesanais e biscoitos. A cada mês haverá um curso com um tema diferente, cada um com 30 vagas. O próximo passo é oferecer oficinas culturais para as crianças. Elas aprenderão a fazer brinquedos, porta-lápis e cadernos a partir da reciclagem de materiais.

As mães, em breve, contarão com um curso especial. Elas vão aprender a fazer bolsas, tapetes e cortinas utilizando a fibra da folha de bananeira. A professora será a Dona Maria José Lopes, de 54 anos. Ela, que tem nove filhos e 12 netos, já trabalhou na roça e agora, por conta da idade, se dedica apenas ao artesanato. Dona Maria fabrica as bolsas há quatro anos e consegue ter uma renda de 500 reais por mês com o trabalho. Agora, ela vai transmitir o que aprendeu a outras mães, que, como ela, também querem construir vida nova e ter uma atividade rentável.

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: