Empresa oferece a Curitiba a instalação de usina de reciclagem

Aterros podem ser substituídos por usinas de reciclagem de lixo orgânico, reaproveitando os objetos como material de construção e adubo

Comentário Akatu: A disposição do lixo é um dos grandes problemas ambientais das cidades de grande porte. Iniciativas de reciclagem de lixo devem ser implantadas, e o consumidor deve fazer o possível para evitar a geração desnecessária de detritos, lembrando sempre dos três “R”: reduzir, reaproveitar e reciclar.

Uma empresa britânica está oferecendo à prefeitura de Curitiba a instalação de uma usina de reciclagem de lixo orgânico sem custos para o município. A proposta foi feita para que a administração municipal conheça o sistema, utilizado em várias cidades européias, que substituiria o uso de aterros sanitários.

A proposta da empresa é a instalação de um protótipo com capacidade para reciclar 300 toneladas por dia de lixo orgânico. O objetivo é demonstrar à prefeitura os resultados obtidos para o caso de uma futura implantação. Nesse caso, o serviço deverá ser escolhido através de um processo de licitação.

Curitiba produz hoje cerca 1,5 mil toneladas de lixo por dia. A usina pronta tem capacidade para tratar 1,7 mil toneladas diariamente. O custo da instalação está orçado em US$ 20 milhões. A idéia é que os recursos para o projeto venham de uma parceria com a iniciativa privada, uma vez que o lixo orgânico, depois de tratado, pode ser reaproveitado como matéria prima para materiais de construção e adubo.

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: