Empreendedores sociais buscam solução para desafios da moda sustentável

É preciso descobrir como ganhar escala para realmente gerar um impacto positivo no setor têxtil e da moda

Crédito da foto: Getty Images

 

O coração do nosso trabalho é conscientizar a população de que o consumo consciente é uma ferramenta para a construção de um futuro sustentável. A moda é um dos setores mais impactantes para o meio ambiente e a sociedade, por isso, nada mais natural que esse nicho esteja sempre presente na nossa pauta. No Fashion Revolution Day do ano passado, por exemplo, participamos de palestras, divulgamos artigos e nos dedicamos a comunicar a importância do tema.

O grande desafio que observo é que a base do setor é o conceito de fast fashion, que possui um nível de pressão por redução de custo e por novidades que afeta as relações de trabalho, tornando-as pouco sustentáveis. Além de questões como jornada de trabalho e remuneração, que precisam ser analisadas, há ainda uma necessidade de implementar as regras do jogo de maneira que todos estejam de acordo com elas e que não deixem fornecedores em situações de vulnerabilidade. Quando os prestadores de serviço ajudam a criar os acordos, eles têm tempo de se planejar para as mudanças que foram combinadas. O setor ainda precisa chegar a uma boa equação nesse sentido.

Alguns empreendedores sociais já estão buscando soluções para enfrentar esses desafios, mas de forma muito pontual. Ainda temos de descobrir como ganhar escala para realmente gerar um impacto positivo no setor. A Ashoka, inclusive, nos convidou para indicar empreendedores sociais para serem seus fellows, e estamos trabalhando com nossa rede de contatos para encontrar esses atores.

As grandes marcas também estão se movimentando. Elas estão preocupadas em estabelecer uma indústria mais sustentável. Experimentos estão sendo feitos, mas, novamente, ainda precisamos de escala. Já é possível notar melhorias em questões ambientais, por exemplo. A evolução está acontecendo e, certamente, essas companhias perceberam que a sustentabilidade de seus negócios depende dessa nova visão da moda e do setor. Há um longo caminho pela frente, e ele já começou a ser trilhado.

Texto publicado originalmente no site do Instituto C&A

Saiba mais:

Faça o download da publicação Mapeamento da Inovação Social

A Ashoka está buscando novos empreendedores sociais do setor têxtil para a rede de “fellows”. Saiba mais sobre como fazer indicações e auto-nomeações.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: