Em São Paulo, consumidor que economizar terá desconto na conta

Objetivo é criar um incentivo econômico para que a população colabore, diminuindo o consumo de água potável

Comentário Akatu: Ainda que menos de 1% da água doce do planeta esteja acessível para consumo, o volume existente hoje é mais que suficiente para abastecer as necessidades da humanidade. Só que a maneira de utilizá-la precisa ser modificada no sentido de um modelo de consumo e de produção mais consciente, que permita a renovação deste recurso precioso de forma sustentável. Assim, é importante que todos tenham o conhecimento de que o consumo de cada um, mesmo individualmente ou em pequenos grupos, provoca impactos significativos nos indivíduos, na sociedade, na economia e no meio ambiente.

Um desconto de 30% na conta para os consumidores que reduzirem em pelo menos 20% o consumo médio de um período de 12 meses (de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014). Esse é o incentivo econômico que a Sabesp vai oferecer a moradores da Grande São Paulo devido ao calor recorde e a falta de chuvas no Sistema Cantareira, que abastece quase 10 milhões de pessoas e encontra-se em nível crítico (21,9% de sua capacidade).

O abatimento será aplicado já sobre um valor menor, uma vez que a diminuição no consumo resultará em uma fatura mais barata para a aplicação do benefício.

A medida valerá para residências, comércios e indústrias abastecidos pelo Sistema Cantareira: toda a zona norte e o centro de São Paulo, parte das zonas leste e oeste da capital, Barueri, Caieiras, Carapicuíba, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapevi, Jandira, Osasco e Santana de Parnaíba. Em Guarulhos e São Caetano do Sul, também atendidos pelo Cantareira, a distribuição é de responsabilidade das prefeituras, que compram água da Sabesp. Caberá aos serviços municipais a decisão sobre a concessão do incentivo.

O benefício terá validade para as contas dos meses de referência de fevereiro a agosto, que chegarão aos consumidores de março a setembro. Para Santana de Parnaíba, a medida será aplicada nos meses de referência de março a agosto, com a chegada da fatura entre abril e setembro.

Meta de redução

A conta do cliente abastecido pelo Sistema Cantareira terá um informe com a meta de redução a ser atingida. O consumidor poderá também observar seu histórico de consumo de 12 meses na Agência Virtual da Sabesp.

O objetivo é criar um incentivo econômico para que a população colabore, diminuindo o consumo de água potável. Como exemplo, a média de consumo dos clientes residenciais abastecidos pelo Cantareira é de 15 metros cúbicos (15 mil litros). Esse consumidor paga hoje R$ 59,94. Se ele reduzir o uso da água em 20%, passará a consumir 12 metros cúbicos (12 mil litros) e sua conta cairá para R$ 30,91.

Clique aqui para ler a notícia original, publicada pelo EcoD.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: