Edukatu e BuZum! levam peça de teatro para escola do Capão Redondo

Atividade com estudantes que faz parte da agenda do Dia Mundial da Água, celebrado em 22/03, apresentou a peça “13 Gotas”, sobre a importância da água para todo o planeta

Crédito: Divulgação

 

Por que a água está acabando se vamos à praia e tem muita água? Por que não usamos a água dos rios da cidade? Por que está toda esta crise hídrica se tem água por aí? Se chove tanto, por que estamos sem água? Por que temos que economizar água se tem tanta água no planeta? Estas são algumas das questões que alunas e alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (E.M.E.F.) Herbert de Souza Betinho na Chácara Santa Maria, Capão Redondo, na cidade de São Paulo, costumam fazer em sala de aula.

Nesta terça-feira (24), os questionamentos foram respondidos de forma lúdica pela atividade promovida pelo Edukatu, rede gratuita e aberta de aprendizagem para consumo consciente, e pela Cia Teatral BuZum!. Em um ônibus adaptado para espetáculos de teatro a companhia apresentou a peça “13 Gotas”. O espetáculo tem o nome inspirado em um dado utilizado pelo Instituto Akatu, que mostra que se toda a água do mundo coubesse em um balde de 10 litros, o disponível para consumo humano equivaleria a 13 gotas.

A parte do espetáculo que fala destes dados foi uma das prediletas do aluno Matheus Assis Silva, 8 anos. “Gostei daquela parte que mostra que só dá para usar 13 gotas da água. Também gostei que eles falaram que não pode desperdiçar água. Já faço isso na minha casa!”, conta.

Novas informações sobre a água do planeta, como o fato da água do mar não ser adequada para beber, foi uma das marcas da peça, junto com as risadas das alunas e alunos pelas trapalhadas de dois cientistas. “As experiências que a cientista fez foram muito legais. Ela fez muitas mágicas! Ainda aprendi na peça que não é para gastar água”, detalha Guilherme Pereira do Nascimento, 6 anos.

Já Gabriel Jeferson Vieira, 11 anos, comentou a importância das plantas, uma marca da escola, cercada por uma área verde. “O teatro é sobre não desperdiçar água… E sempre lembrar de dar água para as plantas. Se não, elas podem morrer. Tem que cuidar sempre de todo o nosso planeta”, alerta.

Para Laudicéia Ferreira dos Santos, coordenadora pedagógica da E.M.E.F., atividades como estas, que tratam de sustentabilidade de forma lúdica e saem da rotina da escola são “muito importantes para as crianças. Quando tem uma atividade como esta, do teatro vir até a gente, eles ficam muito felizes. É ótimo também para a aprendizagem”, ilustra.

Quem também se animou com as atividades do dia foi Maria Silvana dos Santos Magalhães, professora orientadora de informática educativa. Foi ela quem primeiro começou a utilizar o Edukatu na escola, que por meio do seu projeto “Consumo consciente”, promove com professoras novas iniciativas para trabalhar sustentabilidade em sala. Porém, não são só elas que participam desta escolha. “Construímos todas as etapas dos projetos junto com os alunos. Este ano eles elegeram como tema a água. A gente foi puxando a questão do consumo e trabalhando outros assuntos dentro do consumo consciente”, conta Maria Silvana.

Este tipo de adaptação e mudança também acontece com os planos de aula do Edukatu utilizados pelas professoras. “A gente vai adaptando conforme os problemas que os estudantes trazem para a gente. Vamos elaborando novas abordagens de acordo com estas dúvidas sem deixar o tema principal, que é o consumo consciente”, conclui.

O Edukatu é uma iniciativa do Instituto Akatu em parceria com a Braskem, com o apoio da HP, da Fundação Cargill, da Costa Brava e da KPMG, e com apoio institucional do Ministério do Meio Ambiente e do Ministério da Educação.

Leia mais:

Campanha #águapedeágua

Dia Mundial da Água: campanhas do Akatu sensibilizam diversos públicos para o uso consciente da água

 

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: