Dia Mundial da Água alerta para a qualidade da água nas cidades

789 milhões de moradores de áreas urbanas vivem sem água potável ou saneamento básico

O Dia Mundial da Água tem como tema “Água para as cidades: respondendo aos desafios urbanos”. A Organização das Nações Unidas (ONU) pretende alertar governos, empresários e sociedade civil do mundo para os problemas gerados pela má gestão do saneamento e da água potável nas metrópoles.

A data foi sugerida na convenção “Rio 92”, realizada no Rio de Janeiro, e instituída em 1993. Desde então, anualmente, a questão da água é debatida sob um novo enfoque em um encontro com lideranças mundiais. A reunião oficial desta 18ª edição será realizada na Cidade do Cabo, na África do Sul.

De acordo com a ONU, no relatório “Estado do Mundo das Cidades 2010-2011”, hoje, uma a cada duas pessoas do planeta vive em área urbana. Dos 3,3 bilhões de moradores desta região, 789 milhões vivem sem saneamento básico ou água potável. Daí a importância da ONU em apontar a questão como tema das comemorações deste ano.

No “Guia de Apoio: Água para as Cidades”, a ONU alerta que resolver este problema depende, principalmente, da observação do governo e da implementação em parceria com o setor privado. De acordo com o órgão, é preciso observar a questão sob o ângulo da oportunidade.

Campanha “Água para as Cidades”

Além do encontro entre os líderes na África do Sul, os organizadores do Dia Mundial da Água têm utilizado, desde o fim do ano passado, a internet como ferramenta para a divulgação do tema “água e urbanização”. A ideia é fazer com que o assunto ganhe a mídia e seja debatido amplamente pela sociedade.

Em um site feito especialmente para comemorar a data, a ONU disponibilizou estudos, materiais para a campanha real e virtual (banners para sites e blogs, papéis de parede para computador, estampas para camiseta, cartazes, etc) e uma agenda de eventos em todo o planeta, que irão discutir sobre os problemas e as possíveis soluções para o acesso à água.

Leia também:

– A questão da água nas cidades. Alguns fatos importantes

– Leia a Declaração Universal dos Direitos da Água”

– Paulistano se preocupa, mas faz pouco para economizar água

– Para garantir acesso à água, Brasil precisa investir R$ 22 bilhões até 2015

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: