Devolução de embalagem de agrotóxicos aumenta 23% em 2005

Entre janeiro e agosto, foram processadas 12,348 mil toneladas de embalagens, contra 10,050 mil toneladas no mesmo período, em 2004

Comentário Akatu: É importante que as embalagens usadas de agrotóxicos sejam descartadas corretamente, sendo encaminhadas para reciclagem. Mas mais importante ainda é eliminar o uso destas substâncias. Conheça e apóie a agricultura orgânica, que busca respeitar a cadeia natural do cultivo.

 

O Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV) divulgou o balanço da devolução de embalagens de agrotóxicos nos oito primeiros meses de 2005. Os Estados que mais destinaram embalagens foram Mato Grosso, Paraná, São Paulo, Goiás e Rio Grande do Sul, que representam 77% do total devolvido no país.

Entre janeiro e agosto foram processadas 12,348 mil toneladas de embalagens, números que indicam crescimento de 23% em relação ao mesmo período de 2004, quando foram registradas 10,050 mil toneladas.

As embalagens devolvidas aos estabelecimentos que vendem agrotóxicos podem seguir para reciclagem ou incineração. Atualmente existem 16 artefatos produzidos do material destas embalagens, como conduíte, cordas, embalagem para óleo lubrificante, madeira plástica, barricas de papelão, economizadores de concreto, entre outros.

O programa de destinação final de embalagens vazias de agrotóxicos é um sistema formado pela integração de diversos elos da cadeia produtiva agrícola como agricultores, canais de distribuição, cooperativas, indústria e conta com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: