Desperdício gourmet, nova campanha da ONG Banco de Alimentos, tem adesão de chefs

Chefs são convidados a criar pratos de alto nível e apresentação impecável a partir de partes não convencionais dos alimentos, geralmente descartados, como cascas, sementes, talos e folhas

Crédito: Divulgação

 

Comentário Akatu: A conscientização para reduzir o desperdício de alimentos como na campanha Desperdício Gourmet (reportagem abaixo), contribui para a transição de uma sociedade mais sustentável. Cada consumidor pode fazer a sua parte, com pequenas mudanças em suas práticas cotidianas. Este novo comportamento e esta nova consciência são primordiais para reduzir o problema e trazer benefícios para a sociedade e o meio ambiente. Também vale lembrar que a redução do desperdício começa já nas etapas de plantio, armazenagem, processamento e distribuição de alimentos, que devem ser feitas de forma sustentável, considerando as necessidades e possibilidades socioambientais, em prol da comunidade global e do planeta.

 

Você sabia que 805 milhões de pessoas passam fome todos os dias? Isso quer dizer que, em cada nove pessoas, uma vive em estado de subnutrição. Não é para menos! Segundo o relatório Os Rastros do Desperdício de Alimentos: Impactos sobre os Recursos Naturais, publicado pela FAO – Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura em 2013, cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos são desperdiçados anualmente no mundo. Isso equivale a quase 3 milhões e 600 mil kg/dia ou 149 mil kg/hora ou, ainda, 2,5 kg/minuto.

Esses dados fazem parte do Desperdiçômetro divulgado pela ONG Banco de Alimentos em seu site. Desde 1998, a organização realiza ações educativas e divulga informações para ajudar a minimizar os efeitos da fome e do desperdício de alimentos pelo Brasil.

Sua nova campanha, lançada em fevereiro, se inspirou na onda de gourmetização que se alastra pelo país e, por isso, envolve chefs de cozinha. Eles são convidados a criar pratos de alto nível e apresentação impecável a partir de partes não convencionais dos alimentos, geralmente descartados, como cascas, sementes, talos e folhas.

Da ação também faz parte a entrega de um folder para o cliente, junto com a conta. É quanto ele toma conhecimento da campanha e de que acaba de participar dela: “Um dos pratos que você comeu hoje foi feito com ingredientes que sobraram do preparo de outros pratos. Você sabe qual foi?”.

A ideia é disseminar o conceito de que o aproveitamento integral dos alimentos pode ajudar no combate à fome e ao desperdício. Em fevereiro e março, restaurantes de Porto Alegre (RS) já serviram entradas-gourmet seguindo esse conceito, como cortesia aos clientes. O projeto agora quer conquistar chefes e restaurantes de outras partes do Brasil para aderir à causa e ampliar a ação.

Leia mais:

Dicas para minimizar o desperdício de alimentos dentro de casa

 

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: