Como preparar a sua cesta de piquenique

Organize um passeio a céu aberto com alimentos deliciosos e saudáveis

Organizar um piquenique é uma oportunidade de fazer um programa de lazer barato e divertido para pessoas de todas as idades. Melhor ainda se o cardápio for saudável e saboroso. Confira as nossas dicas para preparar tudo no capricho, praticando o consumo consciente:

– Faça uma listinha antes de ir às compras. Antes de sair comprando, faça um cardápio. Em seguida, veja o que já tem em casa antes de ir à feira ou supermercado para evitar desperdícios!
– Leia atentamente rótulos e embalagens dos produtos para observar não só o preço, a marca e a data de validade, mas também a composição dos alimentos. Evite aqueles que sejam desbalanceados nutricionalmente, com excesso de sódio ou açúcar, por exemplo.
– O calor pode não ser amigo. Busque alimentos que resistem à falta de refrigeração como frutas frescas, cereais e hortaliças.

CARDÁPIO NUTRITIVO E DELICIOSO

– Prepare sucos naturais. Um bom truque é congelar a bebida em pequenos cubos de gelo. Eles devem ser retirados do freezer na hora de sair de casa, colocados em garrafas de vidro e estas em sacolas térmicas. Até a hora da refeição, o gelo já terá se desfeito, mas o suco ainda estará fresco.
– Maçã, pera, goiaba, morango, pêssego, jabuticaba e cachos de uva são algumas boas sugestões. Além do tamanho médio delas corresponderem a “porções individuais”, essas frutas não precisam ser descascadas e não geram grandes volumes de lixo.
– Cenoura, beterraba e pepino podem ser levados já fatiados ou picados e só temperados na hora da refeição. A cenoura pode ser ralada para rechear um lanche. Coloque tudo em um pote que vai e volta com você!
– Castanhas de caju ou do Pará, biscoitos e pães integrais e barras de cereal são ideais para fornecer calorias à refeição. Podem também ser levadas ao piquenique em potes.
– Bolos também entram na lista podem ser levados já fatiados ou feitos em formas de porções individuais. Basta colocar em um pote retornável.
– Copos e talhes descartáveis são mais práticos, é verdade. Mas tem um preço alto para o maio ambiente. Se possível, dê preferência aos duráveis.

Fonte: Luciana Ramos Costa, doutora em nutrição pela Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) 

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: