Com alta de 15% em 2009, internet é o principal canal de atendimento bancário no Brasil

Por evitarem deslocações, emissões de cheques e boletos de papel, correntistas que optam por fazer transações bancárias pela internet evitam a extração e uso excessivo de recursos naturais

 

Em 2009, a internet passou a ser o canal de atendimento bancário mais utilizado pelos brasileiros. Ao todo, foram realizadas 8,41 bilhões de transações via internet no ano passado, um crescimento de 15,6% em relação a 2008 (7,27 bilhões de operações).

As transações virtuais somaram 31% das operações bancárias no período, desbancando pela primeira vez os Terminais de Autoatendimento (ATM). Os dados foram divulgados este mês pelo Banco Central (BC), por meio do Anuário Estatístico sobre o sistema de pagamentos.

Em 2008, pouco mais de 30 milhões de pessoas utilizavam a internet em suas transações bancárias, volume que subiu para quase 50 milhões de usuários no ano passado.

“Ao optar por transações pela internet, os correntistas, revelam uma mudança de comportamento em prol de atitudes mais sustentáveis, ainda que a maioria não o faça de forma consciente”, explica Ricardo Oliani, coordenador de mobilização comunitária do Instituto Akatu.

“Há economia de tempo, além, é claro, da redução das emissões de poluentes provenientes de possíveis deslocamentos e evita-se a produção e utilização de uma série de produtos físicos que acabam sendo substituídos pelos meios virtuais”, destaca Oliani.

Segundo o levantamento do BC, em 2009, o serviço mais utilizado pelos correntistas na interne foi o de consultas a saldos e extratos bancário – que concentrou 40% das operações.

O pagamento de boletos de cobranças e de convênios, por sua vez, atingiu 9,4% das operações realizadas pela internet no ano passado, enquanto que as transferências de crédito responderam por 8,2% das transações de 2009. Outras operações totalizaram 42,5%, de acordo com o Banco Central.

Caso seja realmente necessário imprimir comprovantes ou outros documentos menos importantes, o consumidor deve fazê-lo no verso de folhas já usadas. Desse modo, ele aproveita o papel de forma integral antes de encaminhar para a reciclagem.

Se você quiser seguir o Akatu no Twitter, clique aqui

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: