Cidade mais poluída dos EUA hoje é exemplo em sustentabilidade

Hoje Chattanooga, no Tennessee, está entre as 15 metrópoles norte-americanas com melhor qualidade do ar

Coolidge Park, em Chattanooga, nos Estados Unidos. Foto: Creative commons/Jeff Gunn

 

Comentário Akatu: um mundo sustentável só será possível se os consumidores se tornarem conscientes dos impactos de seus atos de consumo, buscando sempre os melhores impactos, seja na compra, no uso ou no descarte de produtos ou serviços. Essa consciência empodera os cidadãos, levando suas escolhas de consumo a se tornarem poderosos instrumentos de transformação da sociedade. No caso da matéria abaixo, políticas públicas levaram a cidade norte-americana de Chattanooga a mudar a fonte de energia usada nos ônibus coletivos, a criar um sistema de compartilhamento de bicicletas e a fechar usinas de produção de eletricidade movidas a carvão, desta forma colocando a serviço da população formas muito mais limpas de deslocamento urbano e de geração de energia elétrica. É fundamental que o consumidor valorize tais políticas urbanas, pressionando para a sua existência, e se mobilize na direção de mudar a forma de deslocamento pela cidade, desta forma contribuindo para reduzir a poluição atmosférica e, assim, melhorar a saúde das pessoas.

 

Chattanooga, no Tennessee, já foi uma das cidades mais poluídas dos Estados Unidos. Na década de 60, a situação era tão grave que os motoristas eram obrigados a trafegar com os faróis acesos devido à densa camada de poluição atmosférica que cobria o município. Após anos de esforços para transformar este cenário, hoje a cidade está entre as 15 metrópoles norte-americanas com melhor qualidade do ar.

A mudança foi consequência de muito trabalho durante anos. O primeiro grande esforço foi a mudança na frota de ônibus coletivos, com a troca dos tradicionais por veículos elétricos, livres da emissão dos gases de efeito estufa. Hoje a cidade tem uma das melhores coberturas em transporte público do país, com opções gratuitas que carregam, anualmente, milhões de passageiros.

Desde 2012, Chattanooga tem um sistema de compartilhamento de bicicletas. O programa oferece 33 estações de empréstimo, equipadas com mais de 300 bicicletas, disponíveis durante 24 horas por dia, nos 365 dias do ano. Neste ano a cidade ainda deve inaugurar um modelo semelhante ao das bikes, mas para o empréstimo de carros elétricos.

Conforme artigo publicado no site Good, além das soluções em mobilidade, uma decisão na área da indústria foi fundamental para a mudança na cidade: o fechamento de mais de cinco usinas de carvão localizadas em Chattanooga e região. Hoje não são mais as fábricas ou indústrias as principais emissoras de poluentes na área. São os carros, um problema, teoricamente, mais simples de ser resolvido, com a inserção de modelos elétricos e híbridos.

Hoje, a paisagem, que antes estava escondida em meio a uma neblina de poluição, ganhou de volta o seu esplendor original. Colinas, vales e rios atraem turistas e novos negócios sustentáveis para a cidade, que virou símbolo de recuperação ambiental em todo o país.

 

Leia mais:

Estudo do BID sobre cidades inteligentes traz um novo conceito de sustentabilidade urbana

Poluição do ar nas cidades aumenta 8% e mata 7 milhões de pessoas por ano, alertam agências da ONU

OMS: Poluição provoca morte de mais de 7 milhões de pessoas por ano

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: