Carnaval sustentável? Tem sim senhor!

Música, alegria, descontração e consumo consciente. Confira nossas dicas para você brilhar na folia sem agredir o meio ambiente.

Em 2019, o #Carnakatu se destacou na avenida com Monique, Tom, Cíntia e Paulinho exibindo seus hábitos mais sustentáveis durante a folia. O sucesso foi tanto que eles estão de volta! A novidade deste ano é que nossos foliões trazem outras dicas de consumo consciente para a festa mais animada do Brasil.

Carnaval significa música, alegria, descontração. Mas não podemos esquecer que nossas atitudes de consumo no pré-festa, ao nos preparar para ela, e durante a festa têm impacto no meio ambiente e na sociedade. Então, é preciso refletir e tentar fazer escolhas mais sustentáveis do momento de montar a fantasia até a hora de usar um transporte para voltar para a casa depois do bloco.

Confira as dicas dos nossos personagens para você arrasar no carnaval – na folia em si e no quesito sustentabilidade:

Monique é apaixonada por brilho. E aprendeu que dá para brilhar e ser sustentável na folia, é só optar por glitters ecológicos. Ao contrário dos tradicionais – que são feitos de microplásticos, demoram muito para se decompor na natureza e podem acabar poluindo rios e mares – eles levam em sua composição apenas produtos de origem vegetal e animal.

Na companhia das amigas, Monique resolveu preparar o próprio glitter. Ele é feito com sal, gelatina ou até mesmo pó de mica. Confira aqui algumas receitas.

Mas ela queria mais, e também decidiu comprar um glitter biodegradável. Hoje, são várias as marcas que oferecem opções que não fazem teste em animais ou até que são veganos. Conheça algumas delas:

  • Lá do mato: oferece glitters e sérum iluminador. O preço dos produtos varia de R$ 12 a R$ 100.
  • Pura Glitter: usa mica e algas marinhas como matéria-prima dos glitters, que também são vendidos na versão pasta. O preço da unidade começa em R$ 10.
  • Shock: possui glitter em gel nas cores prata e dourado. O produto, vegano, biodegradável e hipoalergênico, custa a partir de R$ 45.
  • Glitter Glitter: além dos glitter em cores mil, vende delineadores veganos e biodegradáveis. Há produtos a partir de R$ 4,60.
  • Zim: a marca oferece a versão em pó do brilho, que também ganhou fama no carnaval. Os produtos levam uma mistura de amido de milho e corantes de alimentos e custam a partir de R$ 20.

Como um bom folião que começa a pensar na fantasia da folia logo após o Réveillon, Tom tratou de ver quais materiais tem em casa com potencial para virar um adereço carnavalesco. Afinal, ele já se deu conta de que a maioria dos itens vendidos por aí são feitos de tecidos sintéticos, pouco sustentáveis e de curta durabilidade. O resultado dessa combinação é o aumento de resíduos depois da festa.

Com a ajuda da sua boa aliada, a internet, ele descobriu que dá para transformar caixas de papelão e embalagens de garrafa PET em máscaras, das mais simples às mais sofisticadas (veja aqui, aqui, aqui e aqui).

Também aprendeu a fazer ombreiras para seus looks com tampinhas e caixas de ovos; e que essas mesmas caixas também servem pra fazer flores (veja aqui). Viu ainda que é possível criar uma saia colorida com fitas usadas em embrulhos de presente (veja aqui). E que um bom pedaço de papelão pode se transformar em um chapéu (veja aqui).

Tom não parou por aí. Já que pretende ter uma fantasia para cada dia de folia, ele entendeu que um caminho é trocar adereços com os amigos. E na falta daquele item especial, uma saída mais sustentável (também para o bolso) seria procurar em brechós. Além das lojas físicas, descobriu que o site Enjoei tem uma seção exclusiva de produtos de carnaval. A internet é mesmo uma maravilha, não?

Pular carnaval exige hidratação. Cinthia já sabe que na hora de comprar uma bebida ela deve preferir as que vêm em latas, pois o material pode ser facilmente reciclado após o descarte e movimenta a economia de cooperativas e associações de catadores.

Mas ela também aprendeu que dá para levar um copo reutilizável na folia – ele funciona até como um adereço extra, já que vários vêm com colar de pescoço. O Menos um Lixo está com uma edição especial para o carnaval, com modelos super coloridos que são dobráveis e feitos de silicone.

Outras versões do produto, feitas de silicone ou mesmo com fibra de bambu, você encontra aqui e aqui. Há modelos que suportam tanto bebidas quentes quanto geladas.

Vai curtir a folia na praia? Cinthia tem uma dica especialmente para você: além do copo reutilizável, leve seu canudo ecológico para o drink pé na areia ou o restaurante. Existem empresas especializadas na produção do item, cujo material pode ser o inox (veja aqui), o bambu (veja aqui) ou o silicone (veja aqui).

Quem disse que carnaval é só para adultos? Paulinho adora cair na folia e neste ano ele faz questão de ajudar a organizar o baile da sua escola. Caso você esteja pensando em organizar uma matinê infantil em casa ou no condomínio para seus pequenos, aproveite as dicas do nosso folião mirim.

No ano passado, Paulinho aprendeu a fazer confete natural e vai repetir a ação, pois os tradicionais são de papel ou de celofane, um tipo de plástico não reciclável. Confeccionar o seu confete sustentável é rápido e fácil, você só precisa de folhas secas e um furador. Confira aqui.

Para a decoração da festa, a dica dele é investir em flores ao invés de produtos descartáveis feito à base de plástico e papel, aqueles que você normalmente utiliza só uma vez e descarta. Você ainda pode fazer uma cortina com fitas de embrulho, daquelas que todo mundo tem em casa (veja aqui). E pode, por fim, abusar das frutas, que dão um colorido alegre para o carnaval e ainda matam a fome da criançada.

 

Se você cair na folia e colocar alguma dessas dicas em prática, tire uma foto e use a hashtag #carnakatu em sua publicação. Nós vamos compartilhá-las em nossas redes!

 

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: