Brutalidade Mecânica

Documentário mostra a dura vida dos trabalhadores braçais de Bangladesh, tratados feito máquinas

 

O curta-metragem Homem Máquina explora os intensos desafios físicos pelos quais os trabalhadores de Dhaka, em Bangladesh, passam em nome da crescente industrialização local. De forma artística, o documentário se utiliza de imagens de movimentos repetitivos para mostrar que, na verdade, aquelas pessoas são tratadas como máquinas.

“Quando não estou trabalhando, só penso no trabalho”, diz um dos profissionais que fabricam tijolos manualmente na cidade. Ao mesmo tempo, mulheres muçulmanas reclamam que o ritmo e a forma do trabalho batem de frente com suas convicções religiosas, ao colocá-las em contato direto com homens desconhecidos.

Como a visão do curta é a partir dos próprios “homens-máquina”, não há dados a respeito da cidade (ou do país) ou muitas explicações e conclusões – o retrato é apenas do lamento e do sofrimento de quem tem de sobreviver mecanicamente em meio àquela situação de exploração física e financeira.
Homem Máquina será exibido durante a programação da 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, nas seguintes datas e locais: sexta (22 de março), no Cinusp Maria Antônia, às 20h; segunda (24), no Cine Livraria Cultura, às 15h30.

. : LEIA MAIS ; ESPECIAL 3ª MOSTRA ECOFALANTE DE CINEMA AMBIENTAL : .

Sobre a 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental
Confira a programação completa

Lamento dos Camponeses ; Resenha – Pressão no Campo
A Escala Humana ; Resenha – Reformatando Cidades
Figurões ; Resenha – Exploração Sem Regras

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: