Braskem apoia oito cooperativas de reciclagem no ABC

Empresa, que é também apoiadora do Akatu, ampliou o programa SER+, que fomenta a cadeia da reciclagem por meio da capacitação.

Crédito: Braskem/Divulgação.

 

A Braskem anunciou, recentemente, apoio a oito cooperativas de reciclagem no Grande ABC (SP), a partir de convênios e parcerias firmados por meio do Programa SER+. A ação tem o objetivo de contribuir com a inclusão social e o desenvolvimento socioeconômico dos catadores e cooperados, incentivando a cadeia de reciclagem local e nacional.

Criado em 2012, o SER+ está presente em Alagoas, Bahia, São Paulo e Rio Grande do Sul, estados onde a Braskem possui operação. O programa tem como objetivo o aumento da reciclagem de resíduos pós-consumo no Brasil de maneira colaborativa, aliando a promoção da eficiência da cadeia produtiva da reciclagem à inclusão e desenvolvimento socioeconômico dos catadores.

A parceria da Braskem com as oito cooperativas do ABC possibilitará que elas se desenvolvam nas áreas de gestão por meio de consultorias técnicas, orientação financeira e regularização fiscal. Além de reformas estruturais e aquisição de equipamentos.

No último ano, 35 cooperativas foram beneficiadas pelo SER+, sendo que, entre 2015 e 2017, mais de cinco mil catadores foram beneficiados pela ação e mais de 70 toneladas de resíduos foram encaminhadas para reciclagem.

As oito cooperativas que passam a ser beneficiadas pela ação na região do ABC são:
– Diadema: Cooperlima, Cooperfênix e Nova Conquista;
– Mauá: Coopercata;
– São Bernardo do Campo: Cooperluz e Reluz;
– São Caetano: Cooptresc;
– Ribeirão Pires: Cooperpires.

Além disso, outras duas cooperativas presentes no estado de São Paulo, em cidades onde a Braskem possui operação industrial, serão beneficiadas pela ação:
– Cubatão: ABC Marbas;
– Paulínia: Cooperlinia.

Compromisso com a Economia Circular

Em novembro, a Braskem anunciou uma série de iniciativas globais para impulsionar a Economia Circular na cadeia de produção de transformados plásticos. O documento define, por exemplo, medidas para o desenvolvimento de parcerias com os clientes na concepção de novos produtos para ampliar e facilitar a reciclagem e a reutilização de embalagens plásticas, especialmente as de uso único, assim como o investimento em novas resinas de origem renovável, como o Plástico Verde feito à base de cana-de-açúcar, e o apoio a novas tecnologias, modelos de negócios e sistemas de coleta, triagem, reciclagem e recuperação de materiais.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: