Brasileiro consome doces e refrigerantes em excesso, mostra estudo

Os dados fazem parte da Pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel)

 Crédito: Creative commons/Omgponies

 

Comentário Akatu: a transição para um novo modelo de civilização, mais sustentável, tem como um de seus fundamentos um estilo de vida mais saudável, que privilegie alimentos nutritivos. Adotar critérios conscientes para o consumo dos alimentos, como sua qualidade, pode gerar uma série de benefícios. A reportagem abaixo mostra um ponto positivo: a população adulta brasileira aumentou o consumo de frutas e hortaliças nos últimos anos.

 

Mais de 20% dos brasileiros consomem doce cinco ou mais dias da semana, com as mulheres liderando os números – 22,1% contra 17,6%. Além disso, 19% consomem refrigerantes ou sucos artificiais quase todos os dias. Desta vez, o percentual é maior entre os homens – 22,4% contra 16,1%.

Os dados fazem parte da Pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) e foram divulgados no dia 7 de julho pelo Ministério da Saúde. O estudo ouviu brasileiros maiores de 18 anos residentes em todas as capitais do país.

O estudo revela que 64,8% dos brasileiros consomem feijão cinco ou mais dias da semana e que 37,6% da população adulta consome frutas e hortaliças regularmente. Em 2010, o índice era 29,9%. As mulheres são as que mais consomem frutas e hortaliças – 43,1% contra 31,3% entre os homens.

Ainda de acordo com a Vigitel, 31,1% dos brasileiros têm o hábito de consumir carnes com excesso de gordura (inclusive frango com pele). A maior frequência, nesse caso, foi registrada entre os homens (42,6%).

Os números também mostram que 15,5% dos brasileiros substituem o almoço ou o jantar por lanches. O hábito é mais comum entre pessoas com 65 anos ou mais e, segundo o estudo, tende a aumentar de acordo com o nível de escolaridade.

 

Leia mais:

Coca-cola, Ambev e PepsicCo suspendem venda de refrigerante a escolas para crianças até 12 anos

Relatório Global de Nutrição: 44% dos países têm níveis alarmantes de desnutrição ou obesidade

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: