Atlas da Mata Atlântica mostra situação do desmatamento em São Paulo

Fundação SOS Mata Atlântica lança nesta semana hotsite ‘Aqui Tem Mata’, que mostra de forma interativa índices de desmatamento de 3.429 cidades no período 2013-2014

Divulgação /Fundação SOS Mata Atlântica

 

Comentário Akatu: a devastação de florestas, além de causar mudanças climáticas e ameaçar de extinção espécies animais e vegetais, representa um enorme desperdício de recursos valiosos, provenientes de uma biodiversidade de valor estratégico incalculável. Como consumidor consciente, valorize as empresas que ajudam a preservar este patrimônio natural.

 

A Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) lançaram no dia 11 de novembro o Atlas dos Municípios da Mata Atlântica, que traz os dados mais recentes sobre a situação de cidades do Estado de São Paulo.

Segundo o Atlas, Ubatuba foi a cidade que mais preservou o bioma no período de 2000 a 2014, com 85% de vegetação natural, em comparação com a área original. Já a capital paulista mantém apenas cerca de 18% de sua área de Mata Atlântica preservada.  A cidade do Estado com número mais expressivo de desflorestamento entre 2000 e 2014 foi Eldorado, com 1.056 hectares de supressão de vegetação nativa.

Os dados atualizados e o histórico das cidades abrangidas pela Lei da Mata Atlântica poderão ser acessados no site Aqui Tem Mata, que apresenta de forma simples e interativa as áreas remanescentes de Mata Atlântica no país. Com opções de busca por localidade, mapas interativos e gráficos, a ferramenta está disponível para web, tablets e celulares.

Atualmente, a Mata Atlântica é a floresta mais ameaçada do Brasil, com apenas 12,5% da área original preservada.

O ranking de desmatamento do Atlas dos Municípios, com dados de 3.429 cidades brasileiras, é encabeçado pela cidade piauiense de Eliseu Martins, que teve supressão vegetal de 4.287 hectares (ha) no período entre 2013 e 2014. Por outro lado, outras duas cidades desse Estado, Tamboril do Piauí e Guaribas, lideram a lista das cidades mais conservadas, com 96% da vegetação natural. No recorte do período 2000-2014, a cidade campeã de desmatamento no Brasil é Jequitinhonha (MG), com 8.708 hectares desmatados.

Leia mais:

SOS Mata Atlântica debate retrocesso na despoluição do Rio Tietê

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: