Rio+20: Sociedade civil lança União Global pela Sustentabilidade

Iniciativa busca compromissos por ações concretas apresentadas por indivíduos, empresas, ONGs, academia e redes

Nesta sexta, 22, foi lançada na Rio+20, a União Global pela Sustentabilidade. O movimento é uma oportunidade de colocar em prática o que vem sendo discutido na Rio+20, antes mesmo dos compromissos firmados na Conferência começarem a ser viabilizados pelos Estados Nacionais. O objetivo da União Global é envolver milhares de pessoas e organizações, criando uma cultura de ação efetiva e eficaz pela sustentabilidade e, com isso, também motivar os Estados a agirem. O Instituto Akatu faz parte deste movimento.

No lançamento, realizado no espaço dos Major Groups da Rio+20, Paulo Itacaramby, do Instituto Ethos, reforçou o caráter amplo do movimento. “Queremos dar escala aos compromissos assumidos por organizações e pessoas, buscando a convergência a partir do que fazemos. Esse movimento é ao mesmo tempo um complemento ao que está sendo discutido na Rio+20 e um contraponto ao que sabemos que acontecerá a partir da Conferência. Queremos colocar em prática as discussões. Nossa proposta é agir agora e não esperar pelos resultados deste processo”, complementou.

Aron Belinky, do Instituto Vitae Civilis, ressaltou que a singularidade da União Global é a de que esse movimento “evita o voluntarismo superficial de iniciativas. Queremos construir consistência, garantindo o comprometimento de cada ator com a capacidade transformadora que temos em nossas mãos”.

“A União Global pela Sustentabilidade nos permite cocriar o futuro que queremos fazer e não apenas desejar esse futuro”, declarou Mariano de Donatis, representante da Civicus.

Durante o evento diversas empresas e organizações assumiram compromissos com metas claras, dentre elas Instituto Ethos, Alcoa do Brasil, Grupo Libra, Greenpeace, Rede Nossa São Paulo, Instituto Democracia e Sustentabilidade, World Forum (Lille, França), Terre Policy Centre (Índia), Fundacción Conama (Espanha) e ECODES-Ecología y Desarollo (Espanha).

Qualquer pessoa, organização, empresa ou governo local pode participar. Basta se comprometer com a Carta de Princípios, preencher um formulário no site e indicar uma ação com a qual se compromete, estabelecendo metas, prazos de realização e indicadores para sua avaliação.

A secretaria-executiva interina da União Global pela Sustentabilidade hoje é liderada pelo Instituto Ethos, pelo Vitae Civilis e pela Civicus. Em setembro deste ano será eleita em assembleia a secretaria-executiva permanente.

A plataforma que aglutina compromissos já assumidos está disponível na Internet em http://www.globalunionforsustainability.org.

Siga no twitter.
Curta no facebook.

Gostou da notícia? Compartilhe!
Ajude a disseminar o Consumo Consciente entre os seus amigos.
Compartilhe:
Leia mais: